São Paulo,  
Busca:   

 

 

Terror//Insurgência

 

AL QAEDA: Papa e a cidade de Roma sob ameaças.

Por IBGF/WFM

IBGF, 18 setembro de 2006.

O pronunciamento do papa Bento XVI era tudo que os radicais queriam. De Bin Laden à Irmandade Muçulmana, da Al Jazeera à Al Arabya.




As ameaças chegaram via web. O papa Ratzinger é descrito como cumplice do "exército de cuzados" dirigidos por Bush. Fala-se em "Guerra Santa para conquistar Roma"
A ameaça via web vem do chamado Conselho dos Mujahidin, uma sigla terrorista do Iraque e ligada à rede da Al Qaeda.
Consta do texto: " Depois que o o portador da bandeira cruzada,- o bobalhão Bush--, anunciou a nova campanha dos cruzados contra o Afeganistão e o Iraque, eis que surge o servo da cruz, um papa do Vaticano que como Bush ataca o Islã e ofende o profeta, isso no seu discurso sobre a Jihad".
Paralelamente, a União Européia (UE) criticou as reações excessivas ao discurso do papa Bento XVI. No comunidado da UE consta que as reações são "desproporcionais e inaceitáveis"
. O comunicado da coligada iraquiana da Al Qaesa termina com ameaças contra o Ocidente, " da qual Roma é a capital simbólica": "Os muçulmanos conquistarão Roma como prometeu o enviado de Alá e assim como já conquistamos Constantinopla no passado


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet