São Paulo,  
Busca:   

 

 

Terror//Insurgência

 

LÍBANO. Combates poderão voltar. Ultimato a Israel.

Por IBGF/WFM

IBGF, 6 setembro 2006.

##foto11221##

No Cairo, o ministro da relações exterirores do Líbano, Faouzi Salloukh, deu o prazo de 48 hs. para Israel suspender os bloqueios navais e aéreos no Líbano.

Alerto que o governo libanês, passado o prazo, adotará medidas, recorrendo a meios próprios.

Como o exércto libanês é fraco, especula-se que o Hezbollah,-- que conta com dois ministros e o presidente da república obedece ordens da Síria--, poderá voltar a atacar.

Isso ocorre no momento em que as tropas da Unifil n.2 ( Capacetes azuis da ONUU encarregados da interposção entre as forças de Israel e Líbano) acabam de chegar ao sul libanês (área de conflito).

O ministro Salloukh fala em 48 hs. numa referência ao afirmado na Turquia (5/9/2006) por Kofi Annan, secretário geral da ONU. Annan pediu a Israel, no prazo de 48 hs, o fim do embargo.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet