São Paulo,  
Busca:   

 

 

Terror//Insurgência

 

TERROR DE ESTADO. Acabar com Israel e prosseguir no programa nuclear. São as palavras do presidente do Irã.

Por IBGF/WFM

IBGF,29 agosto de 2006.



OLHO.
Termina dia 31 de agosto o prazo dado pelo Conselho de Segurança da ONU para o Irã suspender o enriquecimento de urânio.

Ahmadinejad, presidente do Irã, insiste em manter o projeto nuclear.
Num debate aberto, com o título sem-censura-- e num canal de televisão, Ahmadinejad desafia Bush e declara: Israel gera tensão e vai ser liquidado".



MATÉRIA.

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, renovou as ameaças a Israel, que já havia chamado de "câncer" do Oriente Médio.

No debate televisivo, o presidente iraniano declarou que o Irão deseja que as raízes de tensão no Oriente Médio sejam eliminadas: -"A nossa posição é clara. Queremos que as raízes das tensões sejam arrancadas. No curso de 60 anos qual foi a origem dos massacres, crimes e conflitos? A solução para eliminar o problema é clara e não muda nunca".

Para o radical Ahmadinejad, deve-se fazer um referendo sobre a existência de Israel entre os palestinos, incluídos os que estão fora, no exterior.

Quanto ao programa nuclear, Ahmadinejad afirma que já fez uma proposta para discussões aos 5 países do Conselho de Segurança da ONU (EUA, China, Rússia França e GRã Bretanha) e mais a Alemanha. A respeito de suspender o programa nuclear, deixou claro que não o fará e está disposto a travar uma queda-de-braço com as Nações Unidas.

Para rematar, Ahmadinejad ameaçou: -" Alguns países pensam haver direitos especiais (referência EUA e GB). Segundo pensamos, chegou o momento da igualdade de direitos. O nosso povo não se intimida com as ameaças"


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet