São Paulo,  
Busca:   

 

 

Terror//Insurgência

 

LÍBANO: Secretário da ONU passa pelo Líbano pedindo o desarmamento do hezbollah, a soltura dos dois soldados israelenses seqüestrados e o fim do bloqueio de Israel. Nesta quarta estará em Israel. Na quinta, partirá para a Síria.

Por IBGF/WFM

IBGF, 29 de agosto de 2006.




Kofi Annan encontrou-se com o presidente libanês (28/8), que é ligado à Síria e considerado traidor pelos seus pares, cristãos maronitas.

O secretário da ONU pediu a libertação dos dois militares israelenses seqüestrados, episódio que levou à reação de Israel. Os dois militares estão aprisionados pelo hezbollah.

Nasrallah, líder do hezbollah, disse estar disposto a encontrar Annan e afirmou ter sido um erro o seqüestro: "Não esperávamos a guerra".

. A mudança do discurso de Nazrallah tem sido vista como uma tentativa de, passado o triunfalismo, acalmar a população, que já questionada a guerra provocada pelo hezbollah. A grande quantidade de vítimas e os danos experimentados pelas distruições começam a fazer as pessoas questionarem quais eram os reais objetivos do hezbollah.

A Turquia anunciou sua participação na força de interposição (entre Israel e Líbano-sul) da Unifil, agora reforçada e com comando francês.

Annan revelou, ainda, que o comando da Unifil será francês, mas haverá, em Nova York e na sede da ONU, um escritório militar de acompanhamento, com a presença de generais franceses e italianos ( a Itália, em fevereiro, assumirá o comando da Unifil no Líbano


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet