São Paulo,  
Busca:   

 

 

Terror//Insurgência

 

TERROR: jornalista com arma e bomba fica próxima da premier alemã Angela Markel e do presidente francês Jacques Chirac. Ninguém desconfiou. Sorte que era brincadeira.

Por IBGF/WFM

Na capital da Bélgica, o presidente francês Jacques Chirac e a primeira ministra alemã, Angela Merkel, compareceram à reunião de cúpula da Comunidade Européia.

a pistola e os projéteis que a jornalista levou na bolsa.


Pouco antes da reunião, uma jornalista resolveu testar o sistema de segurança preparado para proteger os chefes de estado e de governo. Katleen Peeraer ingressou no hotel onde transcorria a reunião e, na bolsa, carregava uma municiada pistoa automática e uma bomba de plástico. Saiu e entrou no hotel diversas vezes. E diversas vezes aproximou-se de Chirac e de Merkel. A jornalista trabalha no canal televisivo comercial WTM, onde é âncora do Telefacts, um jornal de política e econimia. Katleeen, como mostrou o circuito interno do hotel e o seu canal televisivo, ficou diversas vezes a poucos passos de Chirac e Merkel, a mostrar a vulnerabilidade do sistema de segurança existente. Katleen aguardou o final da cúpula para mostrar as flahas de segurança. E os jornais belgas de hoje (27/3/2006) repercutiram a matéria da WTM. Os jornais belgas ressaltam que nenhum alarme disparou e nenhum agente de segurança desconfiou dos riscos corridos por Chirac e Merkel.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet