São Paulo,  
Busca:   

 

 

Terror//Insurgência

 

LONDRES: o Terrorismo de Estado e o encanto de Tanya Streeter

Por Wálter Fanganiello Maierovitch



Tanya Streeter é pouco conhecida no Brasil. Na Europa, ao contrário, ela é uma celebridade. Tem corpo escultural, longos cabelos loiros e 32 anos de idade e formosura.

Tanya e o mistério das ferozes baleias-gigantes.


Ela é campeã mundial de mergulho livre (apnéia), ou seja, sem equipamento de oxigênio. Em 2003, Tanya bateu o recorde mundial, isso num mergulho de 400 metros de profundidade. Nesse mergulho, Tanya teve apenas a ajudada de uma nadadeira gigante (pé-de-pato).

Uma das diversões de Tanya é ficar ao lado de baleias, em águas profundas caribenhas. E aí, surgiu um mistério, que a BBC de Londres vai revelar em documentário, no próximo domingo.

Para os especialistas, as baleias atacam os corpos estranhos que delas se aproximam. Só que as baléias, misteriosamente, não atacam Tanya e permitem que ela se "enturme", ou seja, nade junto.

O documentário é protagonizado pela bela Tanya, com os seus mergulhos e nados com as baleias.

O documentário foi rodado numa zona chamada Silver Banks, em águas territoriais da República Dominicana e santuário das chamadas baleias-gigantes.

A BBC exibiu algumas cenas desse documentário que a crítica européia, privilegiada como uma pré-apresentação, classificou de extraordinário, imperdível.

O mistério de Tanya, no documentário, acabou desvendado pelos especialistas. É que Tanya nada e é sentida pelas baleias como se fosse um peixe. Portanto, não é uma estranha no ambiente marinho.

Os movimentos de Tanya são perfeitos e, por isso, ela transita entre baleias que só ficam ferozes com corpos estranhos.

Tanya, no documentário da BBC de Londres.


Sem qualquer dúvida, o documentário da BBC irá, no domingo, dar um "refresco" aos londrinos, preocupados com o terrorismo, a inépcia e os demandos da Scotland Yard, que já foi considerada a melhor polícia do mundo.

Todos os dias, os ingleses abrem os jornais para verificar se Ian Blair, chefão da Scotland Yard, já caiu. Isso porque, a cada dia, aparece uma surpresa desagradável.

A última dessas surpresas que envergonham e revoltam diz respeito ao brasileiro Jean Charles de Menezes. Só para recordar, o mineiro Jean Charles foi covarde e barbaramente assassinado no metrô de Londres, no dia 22 de julho passado. Ele foi atingido com 7 tiros na cabeça, depois de imobilizado pelos policiais e sem que houvesse resistência.

Agora, surgiu um novo dado sobre esse caso de "terrorismo de estado". Suspeita-se que a Scotland Yard tenha executado Jean Charles com balas tipo "dum-dum". Ou seja, teria usado projéteis com explosivos nas pontas e que explodiram depois de penetraram no corpo do brasileiro Jean Charles de Menezes.

Com efeito, entre o pesadelo do terrorismo, as violações de direitos humanos fundamentais e a incompetência da Scotland Yard, os ingleses poderão, no domingo, ter um breve um momento de paz. Isso ao assistirem o documentário da BBC, com a fantástica mergulhadora Tanya Streeter.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet