São Paulo,  
Busca:   

 

 

Terror//Insurgência

 

Terror. Pena Capital. Executado taleban condenado pelo assassinato de três jornalistas internacionais.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

8 de outubro de 2007.

Cabul, cena de rua.


Hoje, em Cabul, foi executado o afegão Reza Khan, integrante das milícias talebans fiéis ao mulá Omar.

Ele foi o responsável pelo assassinato de três jornalistas estrangeiros, que cobriam, para a Espanha, Itália e Austrália, a queda do regime dos talebans. Os assassinatos consumarem-se em 19 de novembro de 1991.

Os jornalistas eram o espanhol Julio Fuentes, a italiana Maria Grazia Cutuli e o australiano Hary Burton. Com eles foi eliminado, também, o fotógrafo afegão Azizula Haidari.

A notícia da execução da pena capital imposta a Reza Khan foi dada pela televisão de Cabul. Junto com Khan foram executados 14 outros talebans, segundo a notícia dada. Dentre eles, um seqüestrador de uma operadora humanitária de uma Ong.

No Afeganistão, a pena de morte sempre esteve em vigor.

Só para lembrar, em 1978, um golpe de Estado acabou com o regime republicano e instaurou, com apoio da União Soviética, o comunismo no Afeganistão.

As tropas soviéticas, diante de iminente derrota, deixaram o Afeganistão em 1989.

Em julho de 1996, graças à união de combatentes das etnias pasthum (38% da população) e tadjique (25% da população), caiu o regime comunista.

Só que em setembro do mesmo 1996 e em razão de divergências ente pasthuns e tadjiques, fundamentalistas sunitas, comandados pelo mulá Omar (sogro de Bin Laden, este um dos combatentes dos soviéticos), tomaram a capital Cabul e instauraram a lei islâmica (sharia).

Em 1997, os talebans (estudantes corânicos, fundamentalistas) proclamaram o Afeganistão como um Emirado Islâmico.

Depois dos ataques al-qaedistas de 11 de setembro de 2001, em Nova York e Washington, e com a negativa do mulá Omar de entregar o seu genro Osama bin Laden (mantinha quatro campos de treinamentos de terroristas no Afeganistão), o regime caiu em outubro de 2001. Isto diante de ataques conjuntos dos EUA, Otan e Aliança Norte, grupo de etnia tadjique fundado pelo dinamitado Ahmed Shah Massud.

Os jornalistas morreram quando cobriam a queda do regime dos talebans. O executado Reza Khan, no começo do processo, negou tivesse sido autor do atentado que matou os três jornalistas. No curso da instrução e para tentar evitar a pena de morte, confessou os crimes e pediu clemência.

Seu pedido de clemência não foi aceito e Reza Khan foi hoje executado. Wálter Fanganiello Maierovitch.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet