São Paulo,  
Busca:   

 

 

Terror//Insurgência

 

TERROR. Ordens de Bin Laden para o Paquistão e de Al Zawahiri para a Al qaeda do Maghred.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

21 de setembro de 2007.

1.Bin Laden: jihad contra Musharraf.

Depois de um longo silêncio, Bin Laden está em busca do tempo perdido. Por áudio, acaba de dar sinal verde para realização de ataques terroristas no Paquistão. Ataques voltados à derrubada da ditadura de Pervez Musharraf e a sua eliminação.



No áudio, Bin Laden fala que Musharraf é um “traidor do Islã e dos muçulmanos”. Também fala em Guerra Santa contra o Paquistão de Musharraf e lança um apelo para que todos apóiem os quaedistas”.

Bin Laden frisa que devem ser punidos os responsáveis pela repressão contra os militantes islâmicos que ocuparam a Mesquita Vermelha. A repressão foi ordenada pelo presidente Musharraf e executado por uma força especial militar.

Para Bin Ladn, o presidente paquistanês é um aliado de Bush e, portanto, um inimigo do Islã.

Pano Rápido. Dá saudade do período (outubro de 2004 à primeira quinzena de setembro de 2007) que Bin Laden, -- um fanático que se acha o juiz do planeta e com poderes sobre a vida e morte das pessoas--, mantinha-se em silêncio. Bin Laden personifica a intolerância e o radicalismo assassino. E é covarde, como se verifica pelos inocentes mortos nos ataques às torres gêmeas, de Nova York.

............
. ORDEM QUAEDISTA: morte a franceses e espanhóis.

Para muitos especialistas, o cérebro da Al Qaeda e o gestor da jihad do terror é Ayman Al Zawahiri, médico egípcio que trocou o bisturi e o compromisso de curar pelas destruidoras bombas e metralhadoras.

Hoje, em vídeo, Al Zawahiri determinou a caça aos franceses e espanhóis do Norte da África. E justificou sua sentença de morte como um necessário primeiro passo para a libertação da Espanha-árabe.



Enquanto Al Zawahiri mantém a mesma postura, o presidente Bush, para surpresa geral, propõe uma solução pacífica para o conflito com o Irã, mediante utilização de canais diplomáticos.

Pano Rápido. No seu último ano de mandato, Bush parece, finalmente, ter percebido que sua política imperialista ruiu e poderá deixar a Casa Branca como o pior dos presidente da história dos EUA.

Wálter Fanganiello Maierovitch.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet