São Paulo,  
Busca:   

 

 

Terror//Insurgência

 

TERROR. Especialista fala em erro estratégico

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

ROMA,9 setembro 2007.

. ##foto1924

Ian Shapiro é professor de ciências políticas em Yale. Escreveu o livro “Containment. Rebuilding a Strategy Against Global Terror.

Depois da exibição do vídeo-mensagem de Bin Laden, que durou 26 minutos e dez segundos, Ian Shapiro concedeu, hoje , entrevista para Amedeo Ricucci, da televisão italiana: RAI-ter.

Para Spiro, com a guerra no Iraque a América permitiu que a Al Qaeda “crescesse, aumentasse o seu raio de ação e o poder de apelo, a complicar, assim, a guerra ao terrorismo”.

Acrescentou que Bush, em 2003, decidiu atacar o Iraque apesar de Saddan não representar uma ameaça iminente. Com isso, frisou Spiro, todos pensaram que os EUA tinha uma agenda imperialista, pois atacariam países que não o ameaçavam, procurando derrubar os regimes que não convinham.

Sobre o Iraque, o próprio Spiro se pergunta e reponde. “O que quer dizer vencer a guerra no Iraque? Num certo sentido os EUA venceram, conseguiram acabar com o regime de Saddam. Mas, não conseguiram impor a paz. E exatamente por isso, a América se transformou numa força de ocupação. Além disso, um fato mais grave, os EUA deram espaço para a Al Qaeda crescer”.

Para combater o terrorismo é, na verdade, a utilização de uma velha fórmula, chamada de contenção, adotada com relação a então União Soviética.

Ele admite isso: “A idéia que sustentava a estratégia de contenção era a de que não fosse necessário derrubar o regime soviético e que bastava contê-lo, até que chegasse, sozinho, ao colapso. Isto pelos conhecidos problemas econômicos internos que afligiam a economia soviética e pela sua superexposição no planeta, que aos poucos tornariam insustentável”.

Adverte Shapiro: “Essa mesma idéia (contenção) se pode aplicar ao terrorismo internacional. Com a Líbia, por exempo, funcionou muito bem”.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet