São Paulo,  
Busca:   

 

 

Terror//Insurgência

 

TERROR. TV al Qaeda e Distribuidora As-Sahab. Vídeo-empulhação.

Por Blog do Maierovitch www.cbn.com.br

16 de julho de 2007.



Não precisa ser perito para concluir pela grosseira montagem do vídeo protagonizado pelo terrorista Osama bin Laden e recém exibido pelas redes norte-americanas.

Com 50 segundos de duração, Osama bin Laden apareceu em uniforme militar de campnha e a transmitir mensagem sobre a “jihad qaedista”.

O vídeo fora distribuído pela As-Sahab.

A As-Sahab funciona como uma espécie de empresa-distribuidora, por internet, dos filmes produzidos pela Tv. Al Qaeda.

O alcance das suas distribuições é respeitável. Para ter idéia, em apenas uma semana a As-Sahab disponibilizou três pronunciamentos do ideólogo da Al Qaeda, o médico egípcio Ayman al Zawariri. O fanático Zawahiri é dado como o segundo na hierarquia da Al Qaeda.

Parêntese: num dos vídeos, o comentário de Zawahiri aconteceu imediatamente após o ataque à Mesquita Vermelha, no Paquistão. Até parecia que acompanhava de perto a invasão pelas forças governamentais do Paquistão.

No vídeo de agora, distribuído pela As-Sahab, o chefe da Al Qaeda, Osama bin Laden, conclamava à luta e ao martírio, nos supracitados 50 segundos de duração.

Sem dificuldade, dava para notar um Bin Laden jovial, remoçado, com “look” de guerrilheiro e tradicional gorro usado pelos de etnia pasthum, no Afeganistão.

Zawahiri.


Em outras palavras, mostrou-se em 2007 um Laden bem diferente, até nos trajes, ao que apareceu, envelhecido, no vídeo transmitido pela Al Jazira, em 12 de outubro de 2004.

Com efeito, o vídeo de 12 de outubro de 2004 foi efetivamente a última aparição de Bin Laden.

O vídeo que acaba de ser exibido consistiu numa montagem, a partir de um velho “clip” transmitido em 2002.

Nessa montagem, ao lado de Bin Laden foi colocado Al Zarquawi, morto no Iraque em 2006. Aliás, morto em face de espetacular ataque, com bombas jogadas por aviões norte-americanos e que atingiram em cheio a sua casa-refúgio. O jordaniano Zarquawi fora o fundador e o comandante da Al Qaeda do Iraque. A sua morte motivou uma aparição, em vídeo, de Zawahiri, que definiu Zarqawi como “martír”

Zaequari, fulminado via aérea.


No vídeo-montagem aparece, também, Abu al Yazid, que é o ministro das Finanças da Al Qaeda e responsável pelo recolhimento de doações para manter a jihad qaedista.

PANO RÁPIDO.Quando do “clip” de 2002, aos marqueteiros da Al Qaeda convinha colocar Bin Laden em uniforme de batalha. Isto em razão da proximidade do ainda forte impacto provocado pela derrubada das Torres Gêmeas de Nova Iorque (11/9/2001).

Em 2004, -- última aparição--, Bin Laden veste outro manequim. Apresenta-se como líder político-espiritual, com trajes longos e cobertura a lembrar um califa.

Como as redes televisivas engoliram a tramóia sem maiores cuidados, muitos espectadores afastaram a dúvida acerca de Bin Laden estar ou não vivo.

Com o clip-montagem desmascarado, volta a dúvida se Laden estaria com vida e, como informam os 007 da CIA, escondido sob proteção tribal, na impetrável fronteira entre Paquistão e Iraque.

Só para lembrar, a última aparição, em vídeo transmitido pela Al Jazira, ocorreu em 12 de outubro de 2004. Uma fita com voz de Bin Laden foi veiculada em 2006, mas pode ter sido gravada bem antes, até porque os temas tratados eram genéricos e a caber a qualquer tempo.

O certo é que não interessa, nem a Al Qaeda e nem a Bush, um Bin Laden morto. As razões são óbvias.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet