São Paulo,  
Busca:   

 

 

Terror//Insurgência

 

Casamento assusta os 007 da Espionagem Ocidental

Por Blog do Maierovitch www.cbn.com.br

12 de julho de 2007.



Os 007 britânicos do MI6 (espionagem externa) e do MI5 (espionagem interna) e os norte-americanos da CIA foram surpreendidos e perderam o sono com o noticiário de hoje.

É que a cidadã britânica Jane Felix-Browne, de 51 anos, moradora na Inglaterra, anunciou hoje o seu sexto casamento e postulou a cidadania britânica para o novo marido. O novo marido é Omar Osama bin Laden, filho do fundador da Al Qaeda, o saudita Osama bin Laden.
Esse casamento virou questão de segurança no Reino Unido.

Consoante os 007 do M16 e a CIA, Omar viveu no Afeganistão e filiou-se à Al Qaeda. Quando ao rompimento com o genitor Osama, 007 britânicos e norte-americanos divergem.

Para a espionagem britânica, Omar rompera com o pai no ano 2000. Já os 007 da CIA acham que a ruptura deu-se depois de 11 de setembro por divergências terroristas no campo da geoestratégica. Todos 007 dos serviços ocidentais de inteligência sabem que Omar foi adestrado num dos campos da Al Qaeda no Afeganistão, quando o país estava sob governo dos talebans. A propósito, o mulá Omar,-- chefe dos talebans--, era sogro de Osama bin Laden, um homem de muitas esposas e filhos. Aliás, como o falecido pai, Muhammad Awad bin Laden. O supracitado milionário Muhammad teve 59 filhos e um deles levou o nome de Osama bin Laden.

Não se trata de conclusão nova ou precipitada do MI6 e da CIA. Antigos relatórios registraram a presença de Omar no Afeganistão, com o pai e a servir a Al Qaeda. Esses acima citados relatórios foram produzidos logo depois da tragédia de 11 de setembro de 2001, com a derrubada das Torres Gêmeas (Nova York) e o ataque ao Pentágono (Washington).

Para os 007, Jane, uma mulher liberal, pode estar sendo enganada por Omar, que quer, segundo as agências de espionagem, tornar-se cidadão britânico, num projeto de aproximação com radicais islâmicos nascidos no Reino Unido.

O casamento e a cidadania ensejariam a presença de alguém, reatado com a Al Qaeda e o , e em território dos inimigos.

Ao anunciar o casamento sobre o qual os tablóides ingleses já especulavam desde o final de 2006, Jane deu entrevistas e falou de Omar. Segundo Jane, Omar é um jovem (27 anos) de coração puro, religioso e, ainda, um gentleman. Ele teria assegurado a ela que rompera com o pai Osama “porque sonhava com um futuro de paz”.

Já sabendo da resistência à concessão de visto de residência ou outorga de cidadania britânica, Jane Felix Browne, -- que adotou o nome islâmico de Zaina Mohamad Al-Sabah--, afirmou que não desistira da luta e de viver com o marido na cidade inglesa de Cheshire.

Jane trabalha é uma espécie de funcionária pública municipal, em Moulton. Sobre a postura dos 007 britânicos, Jane frisou, com relação ao esposo Omar: -“Pobrezinho, com o nome que carrega a ele é muito difícil viajar. Ele deixa a Arábia Saudita raramente em razão dos problemas que tem de enfrentar nos aeroportos”.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet