São Paulo,  
Busca:   

 

 

Entrevistas

 

LUCA ARMENI, da Direção Antimáfia da Itália

ENTREVISTA

, O doutor LUCA ARMENI trabalhou nas apurações sobre a Operação Malocchio (Mal-Olhado) realizada pela Direção de Investigação Antimáfia (DIA) de Roma. As investigações levaram à condenação definitiva dos envolvidos, na Itália, com lavagem de dinheiro da cocaína colombiana por meio de montagem e venda de máquinas de jogos eletrônicos de azar. No Brasil, a lavagem ocorreu com os Bingos.

A Direção Investigativa Antimáfia de Roma (DIA) confirmou que, no âmbito das investigações da Operazione Malocchio (operação mal-olhado), havia uma conexão entre a Itália e o Brasil na lavagem do dinheiro vindo da droga colombiana vendida na Europa. A DIA se ocupou do caso de 1996 à 1998 e revelou que no Brasil o dinheiro era lavado através do Bingo e Caça-níqueis. O doutor Luca Armeni, diretor de investigação antimáfia de Roma, recebeu a revista Carta Capital no seu escritório no centro de Roma para esta entrevista, a pedido do Instituto Brasileiro Giovanni Falcone (IBGF).

1) Existiu a conexão Itália-Brasil, mencionada na Operação Malocchio e relativa à lavagem de dinheiro da droga em máquina eltrônicas de jogos de azar?

Luca Armeni- Sim existiu. A investigação tratou deste caso de 1996 à 1998. Gostaria de explicar que nós investigamos a fonte ilegal do dinheiro que muitas vezes é destinado à negócios lícitos. O crime de lavagem do dinheiro prevê o emprego deste dinheiro em atividades legais, mas a fonte é ilegal.

2)O grupo italiano e mafioso de Fausto Pellegrinetti e Lillo Lauricella enviou dinheiro ao Brasil?

Esse dinheiro foi levantado pela Astro Turismo (empresa brasileira), como está na investigação feita pela DIA-operativo de Roma?

Um dos fluxos fluxo era Banco Bilbao Viscaya, Lugano, Andorra e Miami?

Luca Armeni- Sim, o grupo Pellegrinetti e Lauricella enviou dinheiro ao Brasil passando pela Astro Turismo. Confirmo que o fluxo foi Lugano , Andorra e Miami, mas como o caso foi tratado em 1998, há seis anos, não me lembro do Banco Bilbao Viscaya.

3) A Astro Turismo (empresa brasileira) levantou em Miami, por duas vezes (na segunda pelo Republic Bank), dinheiro enviado pelo grupo Pellegrinetti?

Luca Armeni- Não me lembro perfeitamente quantas vezes, mas o dinheiro passava por Miami.

4) Na investigação e no processo italiano consta que os correspondes no Brasil eram- Bingomatic Produtos Eletrônicos (sócios e administradores Alessandro Viveiros Ortiz, Jhonny Viveiros Ortiz e Giuseppe Aronia), Nevada, Betatronic e Jebra (sede em Jersey e operador Franco Narducci)?

Luca Armeni- Sim, confirmo.

5) O que era a tal Fábrica, mencionada na Operação Malocchio, montada no Brasil? Quem eram os sócios da tal Fábrica?

Luca Armeni- A Fábrica era uma das empresas criadas no Brasil para construir máquinas de jogo para bares e cassinos.

6)Quem é Fausto Pellegrinetti? O que foi a Operação Green Ice? Quanto tempo ele é procurado e tem ordem de captura internacional? Quando da conexão Itália-Brasil identificada pela operação Malocchio, Pellegrineti já era procurado internacionalmente pelas polícias da Itália e EUA?

Luca Armeni- Fausto Pellegrinetti era o chefe da operação ilegal. Ele administrava todas as atividades desta operação, direta e indiretamente, controlando os negócios e o tráfico. Em síntese, ele tinha a última palavra em tudo. A Green Ice foi uma operação da Polícia de Estado que, em 1992 e 1993, investigou os participantes em atividades ilegais entre eles Fausto Pellegrinetti que naquela época já era procurado internacionalmente.

7)Na Itália se aplica o pricípio de direito penal da territorialidade? Os brasileiros da conexão não foram processados na Itália por que suas ações ocorreram só no Brasil?

Luca Armeni- Respondo sim em ambas as perguntas. O outro motivo porque investigamos só aqueles que tinham envolvimento direto com a operação e não uma simples relação. Explico melhor com um exemplo, se um sujeito "A" tem um bar e quer vendê-lo e um criminoso "B" oferece dinheiro para comprar este bar, não podemos incriminar o "A", pois venda não é um crime. Em relação aos brasileiros, fornecemos todo o material investigativo que tinhamos para as autoridades brasileiras para que verificassem e se quisessem investigar. Enviamos diversas cartas rogatórias para o Brasil e , posso dizer que, pudemos contar com a colaboração das autoridades brasileiras. Portanto, apareceram nomes de brasileiros, mas fornecemos o material as autoridades do Brasil.

8)Em Miami, Bank Republic, há saques de dinheiro enviado pelo grupo Pellegrinetti -Lauricella a brasileiros?

Luca Armeni- Sim. 9)Existe prova documental dos saques feitos pela Astro Turismo? Sabe-se a quem a Astro Turismo repassava o dinheiro enviado pelo grupo Pellegrinetti-Lauricella?

Luca Armeni- Sim, existe a prova documental.

10)Ivo Noal, mencionado por Laricella, foi processado na Itália, por permitir e dar proteção, no Brasil e no território sob sua influência em S.Paulo, ao grupo Pellegrinetti e Lauricella? Aplicou-se, nesse caso, o princípio da territorialidade da lei brasileira?

Luca Armeni- Ivo Noal não foi processado na Itália.

11)Quando o senhor e o procurador Saviotti dizem que os Ortiz não intressaram à Justiça Italiana, isto quer dizer que eles não cometeram ilícitos na Itália e, quanto ao Brasil, não lhe compete emitir juízo de valor, pois estariam intrometendo-se em questão de outro país?

Luca Armeni- Confirmo que não nos interessamos de Ortiz e se o Brasil quisesse poderia investigar.

12)A Jebra tinha participação na Nevada? A Nevada estava ligada à Recrativos Fanco na Espanha?

Luca Armeni- Sim.

13) Quando da conexão Itália-Brasil (Operação S.Paulo incluída e mencionada na apuração da DIA-Malocchio), qual era a fama e os antecedentes de Lauricella e Pellegrinetti?

Luca Armeni- Na Itália se sabia que Lauricella e Pellegrinetti eram "boss" criminosos.

14) Quem era Primo Ferraresi, Gaetano Corallo, Giuseppe Aronia e os irmãos Filipidu (Julian e François? Eram ligados a Pellegrinetti?

Luca Armeni- Primo Ferraresi era foragido, vivia na Espanha e coodernava a importação de cocaína. Gaetano Corallo não entrou na investigação Malocchio. Giuseppe Aronia era cunhado de Pellegrinetti e resultava como seu sócio. Os irmãos Filipidu eram diretos colaboradores de Lauricella que administravam as empresas no Brasil.

15)O senhor conhece o juiz Wálter Fanganiello Maierovitch? O general Pellegrini entregou a ele a documentação relativa à Operação Mallocchio, quando ele era Secrtário Nacional Antidrogas da Presidência da República? A documentação entregue (apuração Malocchio) revela fatos reais ou prováveis?

Luca Armeni- Sim conheço o juiz Maierovitch e confirmo que o general Pellegrini entregou a ele esta documentação em Brasília e que os fatos são reais. Tivemos plena colaboração do juiz Maierovitch quando fomos apresentar a rogatória. Ele foi bastante solícito.

16) O Senhor acha ingenuidade um empresário fazer negócios vultosos com Pellegrinetti e Lauricella sem saber dos seus antecedentes?

Luca Armeni- Em teoria como policial não deveria acreditar na ingenuidade, mas os anos me demonstraram que realmente existe gente ingênua. Não sei se neste caso era ingenuidade ou não.

17)A decisão da Corte de Cassação apoiou-se na apuração da DIA-operativo Roma- Operação Mallocchio ou a desprezou?

Luca Armeni- Na Itália a Corte de Cassação não entra no mérito, mas vê se tudo é regular. É a Corte de Apelo que se ocupa de confirmar a sentença da primeiro grau.

18) Por que a máfia italiana escolheu o Brasil para lavar dinheiro com bingos e máquinas caça-níqueis?

Luca Armeni- Não só no Brasil, o dinheiro era lavado também em outros países da América Latina.

19) Nos relatórios da investigação italiana, os mafiosos falavam na necessidade de conseguir contatos com políticos e administradores públicos no Brasil. O senhor se lembra se foram citados nomes de políticos ou burocratas brasileiros? Há alguma referência a Waldomiro Diniz, que, no momento, no Brasil, é acusado de intermediar negócios para bicheiros em troca de propina?

Luca Armeni- Eu não me lembro de nomes de políticos ou burocratas brasileiros.

20) Como funcionava o esquema de lavagem de dinheiro? Quais eram os caminhos que a grana percorria - fora e dentro do Brasil?

Luca Armeni- O dinheiro ilegal passava pela Suiça, Ilha de Jersy, Miami e Brasil.

21) As investigações também apontaram problemas para distribuição de máquinas no Estado de Santa Catarina. Quais foram esses problemas?

Luca Armeni- Não me lembro.

22) O Lillo Lauricella estava colaborando com a Justiça. Sua morte tem relação com esse fato?

Luca Armeni- Ele morreu na Venezuela, não sabemos se a sua morte tem relação com este fato.

23) O senhor acredita na possibilidade de existirem cassinos sem lavagem de dinheiro?

Luca Armeni- Os cassinos são um modo de lavar o dinheiro, mas não quer dizer que todos os cassinos servem para lavar o dinheiro.

(continuação)Entrevista a Luca Armeni, diretor de investigação antimáfia de Roma. A Direção Investigativa Antimáfia de Roma (DIA) confirmou que, no âmbito das investigações da Operazione Malocchio (operação mal-olhado), havia uma conexão entre a Itália e o Brasil na lavagem do dinheiro vindo da droga colombiana vendida na Europa. A DIA se ocupou do caso de 1996 à 1998 e revelou que no Brasil o dinheiro era lavado através do Bingo e Caça-níqueis. O doutor Luca Armeni, diretor de investigação antimáfia de Roma, recebeu a Carta Capital no seu escritório no centro de Roma para esta entrevista. 1) Existiu a conexão Itália-Brasil, mencionada na Operação Malocchio e relativa à lavagem de dinheiro da droga em máquina eltrônicas de jogos de azar? Luca Armeni- Sim existiu. A investigação tratou deste caso de 1996 à 1998. Gostaria de explicar que nós investigamos a fonte ilegal do dinheiro que muitas vezes é destinado à negócios lícitos. O crime de lavagem do dinheiro prevê o emprego deste dinheiro em atividades legais, mas a fonte é ilegal. 2)O grupo de Pellegrinetti e Lauricella enviou dinheiro ao Brasil? Esse dinheiro foi levantado pela Astro Turismo (empresa brasileira), como está na investigação feita pela DIA-operativo de Roma? Um dos fluxos fluxo era Banco Bilbao Viscaya, Lugano, Andorra e Miami? Luca Armeni- Sim, o grupo Pellegrinetti e Lauricella enviou dinheiro ao Brasil passando pela Astro Turismo. Confirmo que o fluxo foi Lugano , Andorra e Miami, mas como o caso foi tratado em 1998, há seis anos, não me lembro do Banco Bilbao Viscaya. 3) A Astro Turismo (empresa brasileira) levantou em Miami, por duas vezes (na segunda pelo Republic Bank), dinheiro enviado pelo grupo Pellegrinetti- Lauricella. Luca Armeni- Não me lembro perfeitamente quantas vezes, mas o dinheiro passava por Miami. 4) Na investigação e no processo italiano consta que os correspondes no Brasil eram- Bingomatic Produtos Eletrônicos (sócios e administradores Alessandro Viveiros Ortiz, Jhonny Viveiros Ortiz e Giuseppe Aronia), Nevada, Betatronic e Jebra (sede em Jersey e operador Franco Narducci)? Luca Armeni- Sim, confirmo. 5) O que era a tal Fábrica, mencionada na Operação Malocchio, montada no Brasil? Quem eram os sócios da tal Fábrica? Luca Armeni- A Fábrica era uma das empresas criadas no Brasil para construir máquinas de jogo para bares e cassinos. 6)Quem é Fausto Pellegrinetti? O que foi a Operação Green Ice? Quanto tempo ele é procurado e tem ordem de captura internacional? Quando da conexão Itália-Brasil identificada pela operação Malocchio, Pellegrineti já era procurado internacionalmente pelas polícias da Itália e EUA? Luca Armeni- Fausto Pellegrinetti era o chefe da operação ilegal. Ele administrava todas as atividades desta operação, direta e indiretamente, controlando os negócios e o tráfico. Em síntese, ele tinha a última palavra em tudo. A Green Ice foi uma operação da Polícia de Estado que, em 1992 e 1993, investigou os participantes em atividades ilegais entre eles Fausto Pellegrinetti que naquela época já era procurado internacionalmente. 7)Na Itália se aplica o pricípio de direito penal da territorialidade? Os brasileiros da conexão não foram processados na Itália por que suas ações ocorreram só no Brasil? Luca Armeni- Respondo sim em ambas as perguntas. O outro motivo porque investigamos só aqueles que tinham envolvimento direto com a operação e não uma simples relação. Explico melhor com um exemplo, se um sujeito "A" tem um bar e quer vendê-lo e um criminoso "B" oferece dinheiro para comprar este bar, não podemos incriminar o "A", pois venda não é um crime. Em relação aos brasileiros, fornecemos todo o material investigativo que tinhamos para as autoridades brasileiras para que verificassem e se quisessem investigar. Enviamos diversas cartas rogatórias para o Brasil e , posso dizer que, pudemos contar com a colaboração das autoridades brasileiras. Portanto, apareceram nomes de brasileiros, mas fornecemos o material as autoridades do Brasil. 8)Em Miami, Bank Republic, há saques de dinheiro enviado pelo grupo Pellegrinetti -Lauricella a brasileiros? Luca Armeni- Sim. 9)Existe prova documental dos saques feitos pela Astro Turismo? Sabe-se a quem a Astro Turismo repassava o dinheiro enviado pelo grupo Pellegrinetti-Lauricella Luca Armeni- Sim, existe a prova documental. 10)Ivo Noal, mencionado por Laricella, foi processado na Itália, por permitir e dar proteção, no Brasil e no território sob sua influência em S.Paulo, ao grupo Pellegrinetti e Lauricella? Aplicou-se, nesse caso, o princípio da territorialidade da lei brasileira? Luca Armeni- Ivo Noal não foi processado na Itália. 11)Quando o senhor e o procurador Saviotti dizem que os Ortiz não intressaram à Justiça Italiana, isto quer dizer que eles não cometeram ilícitos na Itália e, quanto ao Brasil, não lhe compete emitir juízo de valor, pois estariam intrometendo-se em questão de outro país? Luca Armeni- Confirmo que não nos interessamos de Ortiz e se o Brasil quisesse poderia investigar. 12)A Jebra tinha participação na Nevada? A Nevada estava ligada à Recrativos Fanco na Espanha? Luca Armeni- Sim. 13) Quando da conexão Itália-Brasil (Operação S.Paulo incluída e mencionada na apuração da DIA-Malocchio), qual era a fama e os antecedentes de Lauricella e Pellegrinetti? Luca Armeni- Na Itália se sabia que Lauricella e Pellegrinetti eram "boss" criminosos. 14) Quem era Primo Ferraresi, Gaetano Corallo, Giuseppe Aronia e os irmãos Filipidu (Julian e François? Eram ligados a Pellegrinetti? Luca Armeni- Primo Ferraresi era foragido, vivia na Espanha e coodernava a importação de cocaína. Gaetano Corallo não entrou na investigação Malocchio. Giuseppe Aronia era cunhado de Pellegrinetti e resultava como seu sócio. Os irmãos Filipidu eram diretos colaboradores de Lauricella que administravam as empresas no Brasil. 15)O senhor conhece o juiz Wálter Fanganiello Maierovitch? O general Pellegrini entregou a ele a documentação relativa à Operação Mallocchio, quando ele era Secrtário Nacional Antidrogas da Presidência da República? A documentação entregue (apuração Malocchio) revela fatos reais ou prováveis? Luca Armeni- Sim conheço o juiz Maierovitch e confirmo que o general Pellegrini entregou a ele esta documentação em Brasília e que os fatos são reais. Tivemos plena colaboração do juiz Maierovitch quando fomos apresentar a rogatória. Ele foi bastante solícito. 16) O Senhor acha ingenuidade um empresário fazer negócios vultosos com Pellegrinetti e Lauricella sem saber dos seus antecedentes? Luca Armeni- Em teoria como policial não deveria acreditar na ingenuidade, mas os anos me demonstraram que realmente existe gente ingênua. Não sei se neste caso era ingenuidade ou não. 17)A decisão da Corte de Cassação apoiou-se na apuração da DIA-operativo Roma- Operação Mallocchio ou a desprezou? Luca Armeni- Na Itália a Corte de Cassação não entra no mérito, mas vê se tudo é regular. É a Corte de Apelo que se ocupa de confirmar a sentença da primeiro grau. 1) Por que a máfia italiana escolheu o Brasil para lavar dinheiro com bingos e máquinas caça-níqueis? Luca Armeni- Não só no Brasil, o dinheiro era lavado também em outros países da América Latina. 2) Nos relatórios da investigação italiana, os mafiosos falavam na necessidade de conseguir contatos com políticos e administradores públicos no Brasil. O senhor se lembra se foram citados nomes de políticos ou burocratas brasileiros? Há alguma referência a Waldomiro Diniz, que, no momento, no Brasil, é acusado de intermediar negócios para bicheiros em troca de propina? Luca Armeni- Eu não me lembro de nomes de políticos ou burocratas brasileiros. 3) Como funcionava o esquema de lavagem de dinheiro? Quais eram os caminhos que a grana percorria - fora e dentro do Brasil? Luca Armeni- O dinheiro ilegal passava pela Suiça, ilha de Jersy, Miami e Brasil. 4) As investigações também apontaram problemas para distribuição de máquinas no Estado de Santa Catarina. Quais foram esses problemas? Luca Armeni- Não me lembro. 5) O Lillo Lauricella estava colaborando com a Justiça. Sua morte tem relação com esse fato? Luca Armeni- Ele morreu na Venezuela, não sabemos se a sua morte tem relação com este fato. 6) O senhor acredita na possibilidade de existirem cassinos sem lavagem de dinheiro? Luca Armeni- Os cassinos são um modo de lavar o dinheiro, mas não quer dizer que todos os cassinos servem para lavar o dinheiro. (FIM)


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet