São Paulo,  
Busca:   

 

 

Imagens e Áudios

 

MALUF pode ter o mesmo fim do Juiz Nicolau, apelidado de Lalau

Por IBGF/Jornal do Terra

Clique apenas no "ouça agora". Desconsidera o "assista agora".



O ex-prefeito Paulo Maluf teve fortes dores no peito, num prenúncio de problemas cardíacos. À carceragem da Superintendência da Polícia Federal foram chamados médicos do Hospital Sírio Libanês para examinar Maluf.

Apesar do aparente vigor, Maluf já entrou na faixa dos septuagenários. Mais ainda, quando foi preso, no dia 9 passado, demonstrou que tinha sentido o golpe e estava emocionalmente muito abatido. A prisão do filho, deve ter aumentado o abalo emocional, cujo impacto atinge o coração.

.


Depois de observações, os médicos entenderam em submeter Maluf a exames e intervenções específicas, no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas de São Paulo.

No momento, não vem ao caso a análise da trajetória de Maluf. Nem se ele tem contas milionárias e suspeitas em paraísos fiscais. Está em jogo o lado humano, que não distingue, ou não deveria distinguir, ricos, pobres, ladrões e virtuosos.

Assim sendo, não deverá surpreender uma decisão judicial a colocar Maluf em hospital ou na própria casa, para tratamento e recuperação.

Convém lembrar, que a prisão de Maluf, deverá ser revogada quando terminar a colheita da prova processual de acusação (máximo em 40 dias), onde consta que quis interferir, para evitar a descoberta da verdade real.

No Brasi, nenhum estabelecimento prisional conta com hospital-penitenciário capaz de oferecer um mínimo de cuidados para os pacientes presos.

Portanto, Maluf poderá ser contemplado com internação hospitalar ou prisão domiciliar.

Caberá à juíza da 2ª.Vara Criminal Federal, Sílvia Maria Rocha, decidir, à luz de laudos médicos, sobre a concessão de alongada internação hospitalar e posterior prisão domiciliar. E se negar, os Tribunais superiores poderão conceder liminar, para evitar qualquer risco de agravamento das condições de saúde de Maluf.

Com o juiz Nicolau, apelidado de Lalau, aconteceu algo semelhante.

O juiz Nicolau, na antiga carceragem da Polícia Federal, então situada no bairro paulistano de Higienópolis, teve problemas de saúde, que lhe afetaram movimentos, pressão arterial e memória. Nicolau definhava na carceragem quando acabou transferido para um hospital e, depois, para sua residência no aristocrático bairro do Morumbi.

A transferência, conforme noticiado pela imprensa, fez bem ao apelidado "juiz Lalau". Sem sair da sua mansão, ele aguarda o julgamento de recurso, num tumultuado processo. Até o juiz Cassan Mazloun, que lançou uma polêmica decisão no caso de Nicolau, acabou afastado, preventivamente, das funções.

Em síntese, Maluf poderá ter o mesmo fim do juiz Nicolau. Isso no sentido de trocar a carceragem da Polícia Federal por hospital ou residência.

Encenação ou não, o tempo dirá. No campo dos direitos humanos, não se deve correr risco, ou seja, vale o "in dúbio pro Maluf", isto é, Maluf deve ser mandado para casa, em prisão domiciliar.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet