São Paulo,  
Busca:   

 

 

Imagens e Áudios

 

RÚSSIA: nova terapia para drogas e álcool

Por IBGF/WFM





Os médicos russos continuam a surpreender com os tratamentos antidrogas que apresentam. Como sempre, pouco convencionais.

Tratamento ou Sadomasoquismo?


O alcoolismo é o principal problema russo. Isso desde os tempos da extinta União Soviética.

No tempo da União Soviética, as máfias russas comercializavam ilegalmente (contrabandeavam) a voodka para o exterior. A voodka tinha um preço alto no mercado negro. Internamente, as máfias vendiam perfumes de segunda linha. E os alcoolistas, sem dinheiro para a voodka, bebiam o álcool dos perfumes.

Na cidade de Novosibrsk, na região da Sibéria, os médicos Marina Ciukhrova e Serghei Speranski, estão inovando nos tratamentos aos drogados.

Realizam sessões onde o chicote corre-solto. Ou melhor, os pacientes recebem chicotadas nas nádegas. Segundos a médica Marina Ciukhrova o chicote é especial e não sangra e nem marca as nádegas "estimuladas".

Os pacientes são submetidos a uma sessão semanal e nela recebem 300 chicotadas. A primeira fase do tratamento dura 3 semanas, ou seja, são 900 chicotadas, no total. Vencida a primeira fase, a sessão se torna mensal: 300 chicotadas por m~es..

Chicotadas nas nádegas é a receita.


A médica russa fica irada quando alguém pergunta se ela aplica tratamento ou sessões de sado-masoquismo.

Ela explica, resumidamente, que os dependentes de álcool e de drogas ilícitas têm carência de endorfina, que é um hormônio que recebu o nome de "hormônio do amor". Os dependentes, segundo a médica, são carentes de endorfina, pois a capilaridade não chega até a pele.

Sempre conforme a médica, as chicotadas estimulam a circulação da endorfina pela periferia e desaparece a vontade de tomar bebidas alcoólicas ou consumir drogas proibidas.

A DRa.Marina alerta: existem pontos certos nas nádegas que precisam ser atingidos, ou melhor, o tratamento exige técnica no manuseio do chicote. Assim, só a médica pode realizar. Em outras palavras, chicotadas somente sob prescrição e aplicação médica.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet