São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

DROGA. Irã ameaça liberar rotas para ingresso de droga no Ocidente.

Por IBGF/WFM

IBGF,6 junho 2006.




OLHO.

Ghorban Ali Dorri Najafabadi ( de turbante branco na fotografia), atual chefe do Ministério Público do Irã e ex-ministro do Interior, avisou que, --no caso de sanções internacionais em face do programa nuclear iraniano--, o seu país poderá desbloquear as rotas usadas na remessa de drogas para o Ocidente. Assim, o Ocidente ficará inundado com o ópio e a heroína provenientes do Afeganistão, maior produtor mundial.

MATÉRIA.

Além da ameaça representada pelas armas nucleares, o Irã começa a ameaçar com a "arma da droga". O procurador chefe do Ministério Público do Irã, --Ghorban Ali Dorri Najafabaldi--, declarou ao jornal conservador RESALAT que o país poderá desbloquear as rotas utilizadas pelos narcotraficantes para a droga (refere-se ao ópio e a heroína) chegar ao Ocidente, caso ocorram represálias internacionais em face do programa nuclear do seu país.

Najafabadi não foi o único a falar da "arma das drogas". Outros expoentes xiitas têm o mesmo discurso e usam da ameaça do desbloqueio`e abertura à passagem das drogas para o Ocidente.

As rotas a que se refere são as que ensejam o escoamento do ópio e da cocaína produzidos no Afeganistão., país vizinho ao Irã. Parte do ópio-bruto que sai do Afeganistão, atravessa por terra o Irã para chegar à Turquia, onde é transformado em heroína.

Os senhores da guerra e do ópio afegão usam como rotas, além do Irã, o Turcomenistão e o Paquistão.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet