São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

MÉXICO. Em Acapulco, Cartéis de Narcotraficantes eliminam comandante da polícia preventiva antidrogas.

Por IBGF/WFM

IBGF.25/4/2006. OLHO.

Mario Nuñes Maganda foi seqüestrado e eliminado por traficantes de drogas. Ele comandava a polícia preventiva antidrogas do balneário de Acapulco. Num saco plástico, o seu antebraço direito foi enviado ao departamento de polícia. Junto seguia um bilhete: Para que aprendam a respeitar".

MATÉRIA.

O comandante Mario estava acompanhado de um civil, Érik Juarez Martínez, quando foi seqüestrado. O corpo de ambos foi encontrado, dois dias depois, em um prédio abandonado, que já havia sido utilizado como hotel.

Na atuação de prevenção à oferta de drogas, Mario procurava identificar sinais de riqueza sem causa, tudo para localizar narcotraficantes ligados aos potentes cartéis mexicanos de drogas.

O enterro ocorreu ontem, 24 de abril de 2006. A violência continua no México e Acapulco e Nova Laredo são os dois centros de maior número de assassinatos, em especial com relação a jornalistas.

L'ex comandante della polizia preventiva di Acapulco, Mario Núñez Maganda e il civile Érik Juárez Martínez sono stati giustiziati da presunti narcotrafficanti. Le loro teste sono state esposte ieri davanti ad un edificio del Governo statale con un biglietto che recitava minaccioso: "Perche' imparino a rispettare". Accanto alle teste, in sacchetto, un avanbraccio destro. Poche ore piu' tardi in un hotel abbandonato sono stati ritrovati i corpi. Il sindaco di Acapulco, Félix Salgado ha negato l'esistenza di uno stato di allerta nella localita' turistica.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet