São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

MACONHA cotada em Bolsa de Valores.

Por IBGF/WFM

Cannasat lança ações em Bolsa.


A sociedade comercial de razão social Cannasat Therapeutics Inc colocou em bolsa, para compra e venda, as suas ações. Todos os veículos de mídia do canadá destacaram a matéria, inédita no mundo.

A Cannasat é uma das poucas empresas comerciais que investe pesado na pesquisa e elaboração de remédios derivados da erva canábica,

Os financistas ficaram surpresos e colocam uma interrogação sobre quem investirá nas ações da Cannasat. Para os proibicionistas, a empresa lança-se numa aventura, pois a matéria prima (cannabis) tem o seu comércio proibido. Para eles, trata-se de legalizar um tipo de comércio, sob o rótulo de medida terapêutica.

Na Bolsa, cada ação ao portador da Cannasat está cotada em 40 centéssimos de dólar canadense.

A Cannasat promoveu uma campanha de lançamento e sensibilisação. Usou o programa da Marihuana Medical Acess Regulation (MMRA). No programa MMRA, --que há 3 anos atende no Canadá, as pessoas inscrevem-se para obter, do próprio governo, maconha para tratamento. Estão autorizadas a reivindicar a droga, por compra ao governo, os pacientes de vários problemas de saúde> esclerose múltipla, doentes de câncer, portadores de HIV-AIDS, etc. No MMRA estão inscritos pouco mais de 1.100 pacientes. Vale lembrar que o Canadá é um dos poucos países que permite aos pesquisadores o acesso à marijuana (maconha), ou seja, eles podem cultivar, com autorização governamental.
Assim, cai por terra o argumento dos conservadores e adeptos da war-on-drugs de que a empresa Cannasat trabalha com matéria prima ilegal. Como ela é uma empresa de persquisa,-- que investe pesado---, está legalizada na sua atividade. Portanto, suas ações podem ser negociadas em Bolsa de Valores. IBGF-17 abril de 2006.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet