São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

ÁLCOOL:mães americanas surpreendem.

Por IBGF/WFM

Nos EUA, a Associação dos Destiladores de Bebidas Alcoólicas encomendou uma pesquisa com foco nas posições das mães dos jovens (adolescentes) consumidores de bebidas destiladas (essas bebidas concorrem com as fermentadas, tipo cerveja--de grande consumo entre os adolescentes e jovens).

Destilados perdem para as bebidas fermentadas.


A pesquisa deveu-se ao fato de a venda dos destilados ter caído, com aumento das realizadas pelo concorrentes que exploram as bebidas fermentadas.

Segundo revelado pelo Century Council,
a)49% das mães norte-americanos entende aceitável que os filhos---teenager---, bebam bebidas alcoólicas em certas ocasiões. Isso apesar de a lei norte-americana proibir a venda e o consumo de bebidas alcoólicas aos menores de 21 anos de idade.

b) sem perceber, as adolescentes bevem a mesma quantidade de álcool que os da mesma idade do sexo masculino.
No particular, as adolescentes não sabem que a ingestão de álcool para elas tem efeito muito mais negativo do que para os jovens do sexo masculino: as moléculas do álcool são metabolizadas mais lentamente e permanecem mais tempo em circulação no sangue).

c)38% das mães entrevistadas afirmaram que permitem que as filhas menores bebam em especiais ocasiões.

d)21% dessas mães de adolescentes norte-americanas entendem ser normal que as filhas bebam em casa, na companhia e sob orientação dos pais.

e)20% das mães frisaram que "beber faz parte da fase de crescimento natural e social do jovem".


© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet