São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

DROGA: recorde de nigerianas presas nas cadeias inglesas.

Por IBGF/WFM

Os presídios ingleses estão recebendo, cada ano mais, mulheres nigerianas envolvidas com o tráfico de drogas.

.


Levantamentos realizados pelo governo Blair revelaram que nos útimos três anos o número de nigerianas cresceu em seis vezes.

Para se ter idéia, até o final do mês de junho de 2005 a cada 151 presas nigerianas, 85 eram acusadas de tráfico (transporte) de drogas. No ano de 2002, a cada 29 nigerianas presas, 15 estavam em face de acusação de tráfico de drogas.

Vale lembrar que uma das vertentes das máfias nigerianas, no que toca ao transporte de drogas ilícitas, é o emprego de mulas e de membros da comunidade, habitantes em guetos no exterior.

Ainda com relação ao tráfico de drogas ilícitas, as máfias nigerianas estão classificadas em terceiro lugas, dentre as organizações de transporte e disseminação de drogas.

Na Inglaterra, tem aumentado, também, o número de presas, sempre acusadas de tráfico de drogas, originárias de Trinidad Tobago, que são duas ilhas caribenhas, antigas possessões do Reinoo Unido.

Num quadro geral, as estrangeiras presas por tráfico de drogas representam 18% da população carcerária na Inglaterra.

Analistas verificaram, nos últimos três anos, uma substituição de jamaicanas por nogerianas. Até 2002, o número de mulheres jamaicanas presas por tráfico chegou a 440. Esse número, em 2005, caiu para 136. Isso graças a uma melhor colaboração, em especial na vigilância eletrônica dos aeroportos, entre os governos dos dois países.

Além da cooperação entre forças de ordem inglesas e jamaicanas, foi executado um projeto preventivo integrativo, fulcrado na educação e na ajuda econômica a carentes, a cargo do Ministério do Interior e da Hibiscus, dirigida por Olga Heaven.

A Hibiscus, em 2006, lançará um programa antidrogas na Nigéria e em Trinidad.

Ao tomar conhecimento do levantamento realizado nas prisões femininas inglesas, a representante do organização não governamental Women of Nigeria International, advertiu: " Enquanto existir a pobreza na Nigéria, sempre mais mulheres nigerianas aceitaram fazer o papel de mulas das drogas".


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet