São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

FESTA da MACONHA: reúne 75 mil pessoas em Seattle (EUA)

Por IBGF/WFM

Hempfest de 2005.


Olho.

Na 14a. edição da Seattle Hempfest, os manifestantes pediram a liberação da maconha e protestaram contra a decisão da Suprema Corte que, por provocação de Bush, manteve a proibição do consumo prevista na lei estadual, derrubando as leis estaduais que admitiam o uso terapêutico da cannabis.

Matéria

No final de semana (20-21 de agosto de 2005), 75.000 pessoas participaram da 14a.Edição da Seatle Hempfest, popularmente chamada da Festa da Maconha.

O consumo de maconha foi alto, mas a polícia manteve-se distante. Segundo as autoridades de polícia, a manifestação tinha um objetivo político de fortalecer a liberdade de expressão. E nesse tipo de reunião, a Constituição assegura a liberdade de reunião, sem interferência e fiscalização policial. Como não houve desordem, a polícia não interferiu.

Foram muitos os discursos a ligar o consumo da maconha à liberdade de expressão. O alvo acabou sendo o presidente Bush e a decisão da Suprema Corte, que entendeu incostitucionais as leis estaduais que admitiam o uso terapêutico da maconha.

Seatle também possuía uma lei admitindo o consumo terapêutico da erva cannabis. A respeito, 20 estados admitiam isso, até a decisão da Suprema Corte.

A decisão da Suprema Corte está sendo ignorada na Califórnia que mantém a lei estadual a admitir o uso médico-terapêutico.

Seatle: 75 mil pessoas pela legalização da maconha


Na Califórnia, continuam as expedições de carteiras de saúde, com registro da autorização para o paciente. Isso é para evitar que os pacientes sejam presos pela polícia, em especial os idosos, que fumam nas praças, para combater a artrite reumática.

Comoa decisão da Suprema Corte não tinha por objeto a lei da Califórnia, entendem os juristas e a decisão não afeta aquele estado.

No sábado e no domingo (20 e 21 agosto de 2005) rolou muita música. Além de oradores inflamads, dança, conversas e discursos. Como a maconha relaxa, nenhum ato de violência ocorreu. Não houve briga entre participantes.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet