São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

CÁPSULAS DO VENTO CHEGAM A SÃO PAULO

Por IBGF/WFM

Em novembro do ano passado, a polícia apreendeu em Santa Catarina uma nova mistura sintética, que passou a ser chamada de cápsula do vento. Hoje, 12 de maio de 2005, em São Paulo, a apreensão foi de 31 cápsulas da droga do vento, também chamada de droga do medo.

JORNAL DA SAÚDE, confira a matéria publicada. Foto do Jornal da Saúde.


Feita em fundo-de-quintal, a cápsula era vendida por até 70 reais. Teria um efeito semelhante ao provocado pelas metanfetaminas e uma duração mais longa, de até 24 horas.

A cápsula guaradava um pó-branco com cristais potencializadores, usados em veneno para matar rato.

Com a facilidade de fabricação em fundos-de-quintal, as drogas sintéticas tornaram-se um grande problema na Europa. São misturas feitas à esmo e com impurezas. O resultado foi o crescimento de mortes por over-dose.

Em vários locais da Europa, os serviçoes sanitários levam para lugares de concentração de jovens equipamentos para o "Pill-testing".

As drogas são examinadas e o resultado divulgado para o candidato a consumidor. Ele é avisado sobre as impurezas e riscos e a droga é devolvida, salvo se letal (veneno puro).

As autoridades sanitárias não são acompanhadas por policiais. Atuam no interesse da saúde pública. Com isso, os jovens adquiriram confiança e apresentam as drogas para exame.

No Brasil, influenciado pelas políticas norte-americanas e alarmistas, não se cogita de Pill-testing. Se houvesse, a cápsula do vento não teria sucesso no mercado.

Como se percebe, ela se deslocou de Santa Catarina a São Paulo, ou seja, os fabricantes estão aumentando o ráio de oferta e, evidentemente, de riscos, sentido, até, pelos longo período de efeito da droga.

A droga foi apreendida pelo Departamento de Narcóticos de São Paulo.

O estudante de Odontologia Mário Henrique Paiva Paciello, 28 anos, e o comerciante Floriano Fonseca Filho, 30, foram presos em flagrante. Um universitário de 27 anos foi autuado por porte do entorpecente, para uso próprio. Esse universitário é que tinha feiro a encomenda da droga, por telefone.

Ao todo, foram apreendidos 34 comprimidos de ecstasy, 77 micropontos de LSD, 31 cápsulas do medo, 1,2 quilo de haxixe e 74 cápsulas de ice - droga em forma de cristal acondicionado em cápsulas de remédio.

..............

RETORSPECTIVA: confira a matéria do JORNAL DA SAÚDE, publicada em novembro de 2004.

No fim de semana passado, aconteceu a primeira apreensão de "cápsulas do vento" no Brasil, mais precisamente em Santa Catarina. Trata-se de uma droga ainda desconhecida pelos especialistas.

As cápsulas do vento têm este nome por serem compostas apenas de uma pequena quantidade de um pó branco, acondicionado em cápsulas transparentes. A substância ainda é desconhecida da polícia, como informou o delegado Nilson Antunes, responsável pela operação.

"Segundo as reações relatadas pelos usuários pode se tratar de cristais de LSD, anfetamina, ou até mesmo pequenas quantidades de veneno de rato, que de uma forma ou de outra, potencializa o efeito das outras drogas" e completa "Os jovens disseram que ela é misturada com água e têm efeito de 24 horas, como se fosse um ecstasy muito mais forte".

Agora, as cápsulas serão encaminhadas à Brasília para perícia. Segundo a Polícia Federal, a droga surgiu há cerca de dois meses e está sendo consumida com freqüência, principalmente em festas noturnas. As cápsulas são vendidas por até 70 reais cada uma.

Texto: Cassiano Sampaio.

Fonte: Redação Saúde em Movimento

Publicado em: 10/11/2004

Copyright © 2005 - Saúde em Movimento.

Permitida a reprodução total ou parcial para uso acadêmico com citação.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet