São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

MACONHA FAZ BEM AO CORAÇÃO !!

Por IBGF/Jornal do Terra





As autoridades da Holanda, Barcelona (Espanha), Alemanha, Canadá e São Francisco (EUA) estão exultantes, ou seja, cada vez mais ficam comprovados os bons efeitos e se alarga o emprego terapêutico da maconha.

Coração protegido: cigarro não.


Também não se contém em alegria a senhora Patrícia Tabran, que ficou conhecida como a Vovó Cannabis. A Vovó Cannabis faz uso terapêutico, fuma e prepara doces de maconha. Foi presa por cultivar 30 pés de maconha em casa e será julgada neste mês de abril por uma Corte Britânica de Justiça.

Referidas autoridades vão poder fechar de vez a boca dos críticos às suas políticas relativas ao uso medicinal da maconha. Críticos como Bush, Walthers e Costa, respectivamente presidente dos EUA, czar antidrogas da Casa Branca e czar antidrogas da ONU.

Só para lembrar, a Holanda autorizou a venda da cannabis em farmácias, para fins terapêuticos. A erva é vendida para ser tomada em infusões. É recomendada para casos de esclerose múltipla, artrite reumática, glaucoma e como inibidor de náuseas para pacientes de quimioterapia, etc. Em Barcelona, 42 farmácias e 3 hospitais recebem drágeas de cannabis, que são ministradas a pacientes mediante prescrição médica. O emprego ainda é experimental e começou no mês de março de 2005.

Na quarta feira desta semana, o senado da Alemanha deliberou deixar “free” (livre) a venda de até 10 gramas de maconha ou haxixe, para uso pessoal, quer para uso terapêutico, quer recreativo.

Reunido em Berlim, o senado da Alemanha aprovou, nesta semana em curso (07 abril 2005), a liberação da maconha. Ela já era tolerada, isto é, desde que a posse para uso próprio não excedesse 6 gramas.

Em São Francisco, idosos têm carteira expedida pelo governo, com fotografia e tudo, autorizando-os a portar e consumir maconha, com finalidade terapêutica

.
Só flores: delta9 THC faz bem ao coração.


No Canadá, é o próprio governo que cultiva a erva e fornece aos que apresentam receita médica.

Há pouco, o conceituado International Jornal Clinical Pratice entrevistou fumantes de maconha e revelou que 16% deles faz uso terapêutico da maconha, por sugestões de médicos.

A grande surpresa, -- que acaba de ser divulgada--, é que a cannabis faz bem para o coração. Segundo estudo realizado pela Universidade de Genebra (Suíça) e publicado na revista Nature, a cannabis pode evitar a causa principal de doenças e ataques cardíacos. Ou melhor, evita o endurecimento- arterioesclerose.

O princípio ativo da maconha, que é o delta9 tetra-hidro-canabino, evita a arterioesclerose e é eficaz nos processos inflamatórios.

Segundo o estudo, o Delta 9 tetra-hidro-canabinol interage com receptores CB2 do coração, presentes nas membranas das células. Dessa maneira, evita-se o processo inflamatório no vaso sanguíneo.

Os estudos e as experiências foram realizadas pelo Dr. François Mach, cardiologista-chefe do Hospital Universitário de Genebra.

O professor François frisou que a dose de THC necessária é inferior a que possui potencial para agir no cérebro. Com essa dose-certa, evita-se perturbações do Sistema Nervoso central, como quando se fuma maconha ou haxixe.

A dose adequada, ensina o professor François, emprega uma só molécula do delta9-tetra-hidro-canabinol. Ela é purificada em laboratório de modo a evitar efeitos colaterais, como, por exemplo, o aumento da pressão arterial.

A matéria publicada na Revista Natura é seguida de um alerta de professores das universidades da Califórnia e Los Angeles. Eles avisam, os resultados constatados pelo professor François, não devem ser interpretados no sentido de que “fumar maconha faça bem ao coração”.

Em outras palavras, a maconha faz bem ao coração, observado o estudo e a dosagem do professor François, da Universidade de Genebra.

E o vinho, --dado como bom ao coração--, que se cuide, para não perder em prestígio para o delta9 tetra-hidro-canabinol da maconha.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet