São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

BUSH pode ter usado maconha e cocaína.

Por IBGF/WFM

O jornal The New York Times publicou, no domingo (20 fevereiro de 2005), o conteúdo de gravações de conversas entre o presidente Geroge W.Bus e o seu amigo Doug Wead, ex-assessor especial da presidência dos EUA quando o pai de W.Bush ocupava o cargo..

As conversas foram gravadas pelo próprio Wead Doung. Ocorreram no curso da campanha presidencial, em 2000. E o próprio Wead Doung entregou as gravações ao jornal.

O assunto sobre o uso de drogas ilícitas por W. Bush não é novo, embora ele apenas tenha admitido problemas com bebidas alcóolicas. Na verdade, Bush é um alcoolatra que apegou-se à religião e conseguiu deixar o álcool.


Embora o assunto não fosse novo, não havia nenhum prova com a contundência da gravação feita por Doung Wead.

Na conversa, o assuto maconha é abordado diante do fato de o vice-presidente Al Gore (candidato democrata contra o republicano Bush), durante a campanha, ter admitido o uso de maconha, quando jovem.

Bush afirmou ao amigo Doug Wead (depois da matéria do The Nex York Times um seu ex-amigo) que nunca responderia perguntas sobre consumo de maconha na adolescência. Justificou: " isso porque não quero que um garoto faça as mesmas coisas que eu já fiz".

Ainda sobre o tema drogas, Bush afirmou a Doug Wead que teve um "comportamento selvagem" e frisou nunca ter negado o uso de cocaína, com a ressalva que conseguiria enfrentar qualquer acusação sobre o seu passado.

Durante toda a campanha Bush atacou os democratas Gore e Bill Clinton por uso de maconha. E estava preocupado, segundo revelou a Doug Wead, que os seus adversários entrassem na questão da cocaína.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet