São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

MACONHA terapêutica na Suprema Corte americana: decisão sairá em junho de 2005. É o caso Randy Barnet e o conflito entre a lei federal de proibição e a lei estadual de permissão

Por IBGF/WFM

A Suprema Corte norte americana vai decidir, até junho de 2005, sobre a permissão do uso terapêutico, medicinal, da marijuana

Para o presidente George W.Bush e o seu czar antidrogas, John Walthers, a lei federal proibe o uso recreativo e o medicinal da maconha.

A respeito, o governo Bush também levou à Suprema Corte caso relativa a constituição de uma Cooperativa de Médicos, que importavam marijuana para emprego terapêutico, com vendas mediante a apresentação de receita médica

Muitas empresas comerciais estão de olho, atentas, à decisão da Suprema Corte. Essas empresas comercializam, até por internet, a venda da maconha para fins medicinais. Elas realizam a venda nos estados que, por leis locais, permitem o uso terapêutico, sob prescrição médica.

São os seguintes os 10 estados que permitem o uso terapêutico da marijuana: Alaska, Colorado, Hawai, Maine, Montana, Nevada, Oregon, Vermont, Califórnia e Washington

. No Arizona já existe recente permissão, mas a lei ainda precisa ser regulamentada.

Em 1996, a Califórnia foi o primeiro estado norte-americano admitir, por lei, o uso da marijuana terapêutica.

O processo que será julgado pela Suprema Corte em junho de 2005 começou, ontem (30-11-2004), a ser discutido

. Chama-se caso Angel Raich.

Angel é um paciente com tumor no cérebro. Ele chegou a usar uma centena de medicamentos, sob prescrição médica, antes de recorrer à marijuana, utilizada na forma de cigarro.

A polícia federal norte-americana (FBI) invadiu a casa de Angel Reich e os agentes realizaram a apreensão de toda a marijuana guardada para uso medicinal.

Segundo o advogado e o médico de Angel Reich, ele usava a maconha contra a dor e sabia dos efeitos colaterais provocados pelas tragadas

. Com efeito, basicamente, a Suprema Corte vai decidir se a proibição contida na lei federal impedia a lei estadual, no caso Angel Reich, de permitir o uso medicinal


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet