São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

RIMONABANT a droga que vai revolucionar o mercado em 2005: tira o desejo de usar cocaína, tabaco, maconha e alcool.Combate a obesidade

Por IBGF/WFM





Em academias de ginástica, é comum encontrar um aparelho com múltiplas funções, ou seja, para exercitar braços, ombros e tórax.

Nos supermercados, existe a famosa esponja de aço de 1.001 utilidades. Ela serve, por exemplo, para limpeza caseira e para a antena interna de televisão, a fim de tirar os fantasmas das imagens. Dizem, ainda, que uma bebida famosa pode ser tomada como refrigerante e empregada para desentupir pias.

Nesses casos de múltiplo uso, nunca se imaginou que um dia fosse aparecer uma droga que fizesse perder peso e tirasse o desejo de fumar tabaco e maconha.

Ainda mais, que essa mesma droga, --numa única drágea--, servisse para por fim ao alcoolismo e, de quebra, acabasse com a "fissura" da cocaína.

Pois bem, essa droga poderá, no ano de 2005 e como anunciou no final de 2004 o laboratório Sanofi-Aventis, estar nas farmácias.

A mencionada droga ainda está em fase experimental, mas até o nome comercial já escolhido e patenteado. A droga vai chamar Rimonabant.

Já existe um procedimento em andamento nos órgãos governamentais. Isso para análises e verificações oficiais, antes de se autorizar a comercialização.

Num primeiro momento, a autorização inicial para venda em farmácias será, apenas, para combater a obesidade e o fumo (tabaco e maconha).

Já foi vencida a fase de experiências com cobaias. E o professor Charles O'Brien, da Universidade da Pensilvânia, declarou:- "Imagino que irá ocorrer um grande impacto no contraste à tóxicodependência".

É bom ressaltar que o Rimonabant, na sua primeira concepção (2001), destinava-se a combater a obesidade. Só depois, na evolução das experiências, virou droga para alcoólatras, tabagistas, cannabistas e usuários de cocaína.

Ou melhor, uma única cápsula para cinco hipóteses diferentes. Pelo revelado pela pesquisadora Marilyn Huestis, o Rimonabant bloqueia desejos e os efeitos do tabaco e da maconha. Mais, reduz o apetite e evita o risco de uma recaída à cocaína e às bebidas alcoólicas.

Por enquanto, sabe-se que o laboratório americano, Sanofi-Aventis, goza de bom conceito e os especialistas empenhados no projeto são pessoas de respeito.

Mais, nos EUA é rigoroso o procedimento governamental autorizador de comercialização de drogas. E quanto ao Rimonabant,-- para sucesso total--, só falta não contar com efeitos colaterais.

Como diz a sabedoria popular, "quem viver, verá".

» Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2004,Terra Networks, S.A Proibida sua reprodução total ou parcial Anuncie | Assine | Central de Assinante | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet