São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

DROGA. Pequenos atletas, grandes problemas.

Por IBGF/WFM

.
20 de junho de 2007.

O novo governo francês surpreendeu-se com o revelado em pesquisa feita pela Direction de la Jeunesse e des Sports de Lorraine , que foi publicada no British Journal of Medicine

.


Sobre uso de doping esportivo para melhora do rendimento atlético em competições, os pesquisadores entrevistaram 3.500 jovens atletas e se concentraram em duas faixas etárias: 11 e 15 anos de idade.

Os resultados foram alarmantes.

Na faixa de atletas com 11 anos de idade, 1% fazia uso de drogas para melhorar os resultados nas competições esportivas. Desse universo, 62% se dopa pelo menos uma vez ao mês.

Quanto à outra faixa, de 15 anos, o porcentual de uso é mais elevado, ou seja, 3% consomem drogas, sempre com a meta de melhor o desempenho esportivo. Também a freqüência cresce uma vez feita a comparação entre os de 11 anos e os de 15 anos de idade.



Dentre os 3% de consumidores da faixa de 15 anos, os pesquisadores constataram que 60% utiliza drogas uma vez por semana. E 24% consome drogas todos os dias, sempre tendo como meta o desempenho melhor na prática esportiva, ou seja, não se trata de consumo para finalidade lúdica, recreativa.

De comum, nas duas faixas pesquisadas (11 anos e 15 anos de idade), contatou-se que 4% desses esportivas dopados já apresentaram (a) aumento de agressividade, (b) perda de consciência, (c) baixa de auto-estima, (d) ânsia e (e) imperatividade.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet