São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

DROGA. Ministra da área de saúde afirma ter fumado maconha.

Por IBGF/WFM

25 de abril de 2007.

Patricia Hewitt: uma vez, não gostei, não senti nada. . .



A história de sempre, na busca do politicamente correto. De tão batido, o discurso já não convence o cidadão comum. É o caso acontecido com Patricia Hewitt, na entrevista estampada, hohe, no jornal Independent.

Patrícia Hewit, no governo Blair, o cargo de vice-ministra da Saúde. No partido trabalhista britânico, Hewitt é considerada estrela de primeira grandeza, peça importante na renovação, no pós Blair, já de malas prontas para deixar o cargo de primeiro ministro.

Como os ingleses são os campeões europeus de consumo de drogas proibidas, está em curso, em todo o Reino Unido, um grande debate sobre a classificação,-- realizada por iniciativa da Polícia e do ministério da Saúde--, da maconha como droga leve.

Em face do debate, o jornal Independent entrevistou e dedicou uma página à vice-ministra, Patricia Hewitt. À tradicional pergunta se já tinha usado maconha, Hewitt repetiu a velha e surrada história, ou seja, declarou ter usado uma única vez, na universidade. Mais, frisou não ter gostado e não ter aquele consumo produzido nenhuma alteração no seu comportamento e percepções. Afirmações semelhantes já fizeram Bil Clinton e Fernando Henrique Cardoso.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet