São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

DROGAS.Exército na Linha de Frente no combate ao narcotráfico, avisa o presidente mexicano.

Por IBGF/WFM

.
23 de abril de 2007
Nova Laredo, fronteira com os EUA e onde atua o Cartel do Golfo do México.


































O presidente Felipe Calderon está cumprindo a promessa de campanha de combater sem tréguas o narcotráfico no México, uma das causas de violência no país. Desde o início de 2007 começou a guerrá contra os narcotraficantes e empregou as Forças Armadas.

Na cerimônia do 93 aniversário da defesa de Puerto di Veracruz, o presidente mexicano frisou que o Exército estará sempre na linha de frente da guerra contra o narcotráfico: - "Para vencer a batalha devemos estabelecer uma aliança entre os mexicanos". Isso num apelo de unão aos que votaram em Lopes Obrador, que, sob alegação de fraude eleitoral, não reconhecem legitimação do governo de Felipe Calderon.
Durante a intervenção, Calderon acrescentou que existem "inimigos que querem envenenar o corpo e a alma dos nossos jovens com a droga e a violência por ela causada"



Na semana passada e num único dia foram registradas 20 mortes violentas. .........................................

.................................................... Retrospectiva
19 de abril de 2007.

Uma guerra entre cartéis rivais que exploram o narcotráfico está sendo travada em todo o México. Numa semana de guerra e até ontem (17/4/ 2007) foram assassinadas 17 pessoas e a polícia federal prendeu 100 policiais, municipais e estaduais, por suspeitar de ligações com os cartéis das drogas.

Os 100 policiais presos tinham os seus nomes em livro contábil de um dos cartéis em guerra. Recebiam, segundo o escriturado, propinas mensais.

O maior número de policiais presos estava lotado na cidade de Monterrey, onde atua o potente Cartel do Golfo do México (Atlântico). A base do Cartel do Golfo do México é na cidade de Nova Laredo, na fronteira com os Estados Unidos.

Ao lado de corpos já foram enciontrados bilhetes enaltecendo o nome de Joaquim Guzman, apelidado “El Chapo”. Ele comanda o cartel mexicano de Sinaloa e consegiu, misteriosamente, fugir de presídio federal de segurança máxima, em 2001.

execução promovida pelo Cartel de Tijuana.



Na cidade de Culiacan, em Sinaloa, foram encontrados corpos com as mãos amarradas e com máscaras de borracha a envolver a cabeça.

Na Cidade do México, capital, foram encontrados, na terça feira, três corpos metralahados, deixados em dois automóveis. Os automóveis foram abandonados no bairro de classe-média alta.

IBGF, 19 abril de 2007.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet