São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

DROGAS. O presidente Alan Garcia decreta no Peru tolerância zero às drogas.

Por IBGF/WFM

9 de abril de 2007.



Como todos sabem, os governos norte-americanos não têm presidente amigos, mas interesses. Sabedor disto, Alan Garcia procura melhorar sua desgastada imagem perantes os norte-americanos: no seu primeiro governo (e se pensava seria o último), o Peru mergulhou na corrpução, a guerrilha ganhou força. O cultivo da coca cresceu e o tráfico de cloridrato de cocaína triplicou.

Agora e sem muito espaço de influência na América Latina, o presidente Alan Garcia parte para agradar os norte-americanos e, evidentemente, disputar com o direitista Alvaro Uribe ajuda financeira para enfrentar o fenômeno representado pelas drogas ilícitas, em especial a cocaína.

Garcia, a partir de hoje (8/4/2007), diz ter entrado em vigor, em todo Peru, a política de tolerância zero às drogas proibidas.

Frisou que vai implementar um plano que levará à prisão os barões das drogas e os advogados que asseguram a pujança da indústria das drogas.

De olho nos dólares e a apoastar numa parceria com os EUA, o presidente Ala Garcia anunciou um Plano de Tolerância Zero às Drogas. Quer imitar seu vizinho Uribe e conquistar, pelo lado geopolítico e geoestratégico, os norte-americanos (têm o pé atrás diante da corrupção ocorrida quando Garcia fora preidente pela primeira vez). Segundo afirmou Garcia, o plano peruano será referência em todo o mundo.



Garcia promete, como fez Fujimori e Montesinos, acabar com o tráfico e o fabrico de cocíana no Peru. Ao tempo da ditadura Fujimori-Montesinos, o Peru virou narcoestado. No momento, o Peru é o segundo maior produtor e distribuidor de cocaína. Já foi o primeiro, antes da era do colombiano Pablo Escobar (Cartel de Medellín) e dos irmãos Orejuela (Cartel de Cáli e extraditados para os EUA).

O Peru tem o arbusto de coca mais resistente às fumigações, que é a coca-tingomaria. Durante o Plan Colômbia, a coca tingo-maria começou a ser plantada na Colômbia.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet