São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

DROGA: Spaghetti à cannabis. Jovem come dois pratos e pára no hospital.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch



O livro de receitas canábicas da britânica Patricia Tabran estourou em vendas, em 2005, quando ela foi presa e respondeu a processo por manter em casa, plantado em vasos, pés de maconha.
Patricia Tabran-- conhecida no planeta pelo apelido de Vovó Maconha -- usava a erva cultivada para fazer bolos e quitutes. Nas reuniões de aposentados, ela levava os pratos preparados à bse de maconha, para seus pares idosos, que se deliciavam, inclusive com a transgressão.

O livro da Vovó Cannabis tem o título: "Vovó se Alimenta de Maconha".

Vovó Cannabis, a britânica Patricia Tabran


Certamente, o livro da Vovó Cannabis não circula às margens do Lago de Como. Conforme informa a Agenzia Giornalistica Italiana (AGI), uma jovem foi internada no hospital SantÁntonio Abate, na cidade de Cantu (Como) com problema de forte taquicardia.

Descobriu-se que ela havia sido convidada por amigos a uma "spaghettata" e se esbaldou com dois pratos cheios. Segundo declarou, a jovem não sabia que o molho do spaghetti havia sido feito com maconha.

Com receio, ela declarou que costuma comer spaghetti com molho de tomates (pomodori) e foi a primeira vez que experimentou a massa com condimento (maconha) desconhecido.

Spaghetti: massa com maconha. Venda em smart-bar.




Por cautela, a jovem passou a noite no hospital. O molho da Vovó Cannabis não causa problemas. Muitos jovens procuram, segundo especialistas, preparar os spaghetti dos embalos "Spaghetti da Sbalo" (Spaghetti da Balada), onde a maconha é apenas um dos "condimentos" proibidos.
WFM, 5 de março de 2007.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet