São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

DROGA: Plano Colombia para o Afeganistão.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch








O Afeganistão é o maior produtor mundial de ópio. O país tem as maiores áreas de plantio de papoula, cujo suco (ópio em grego), extraído da cápsula de sustentação da flor, é a matéria prima para a elaboração da heroína.

. Na província (estado sul-ocidental) de Helmand estão os maiores plantios, parte deles sob proteção remunerada dos Talebans, num acordo com os senhores das guerras (senhores chefes de clãs tribais).

Numa entrevista à Associated Press, o novo governador de Helmand, Asadullah Wafa, afirmou ser favorável ao derrame de herbicitas, por avião, nas áreas de plantio de papoula, como ocorreu com o Plan Colômbia.
Wafa está disposto a convencer os norte-americanos e demonstrou não saber do fracasso do Plan Colômbia e dos problemas ambientais ocorridos em razão das fumigações de hermicidas.

florada de papoula protegida.


Pouco informado, Wafa, na entrevista, disse querer a fumigação, mas sem interferir nos demais cultivos: na Colômbia, as fumigações liquidaram com os plantios caseiros de milho, arroz, verduras, frutas, etc,.

O governo Bush não descarta a possibilidade, mas, como se sabe, a heroína asiática não chega aos Estados Unidos. A oferta ocorre na Europa. A heroína que chega aos EUA é mexicana.

Segundo dados da agência das Nações Unidas sobre drogas e prevenção ao crime, no ano de 2006 a produção de ópio no Afeganistão aumentou em 61%. Já no ano de 2005 o aumento foi da ordem de 17%, ou seja, cerca de 5 mil e seiscentas toneladas.

Plantio afegão na província de Helmand.


Ainda conforme o escritório das Nações Unidas, com confirmação pelo czar antidrogas da Casa Branca, John Walthers, o tráfico de ópio gera um lucro anual no Afeganistão de US$2,6 milhões, a representar 1/3 do PIB do país.

O cultivo da papoula para extração do ópio é a mais rentável: doze vezes mais do que qaulquer outro cultivo lícito.

WFM/IBGF, 9 de janeiro de 2007.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet