São Paulo,  
Busca:   

 

 

Drogas Ilícitas

 

MACONHA: Mito da porta de entrada.

Por IBGF/WFM




OLHO.

Durou 12 anos a pesquisa feita pela Universidade de Pittsburgh e que concluiu que a maconha (cannabis, marijuana) não é uma droga que conduz ao consumo de substâncias mais pesadas.

Mais uma vez caiu o mito de a maconha representar porta-de-entrada condutora ao consumo de drogas ilícitas mais pesadas.

MATÉRIA.


A pesquisa começou. há 12 anos, com a seleção de crianças entre 10 e 12 anos de idades, todas elas consumidoras ocasionais de substâncias legais (álcool-tabaco) e ilegais.

Quando os pesquisados completaram entre 22 e 24 anos de idade, foram divididos em 3 grupos:
Grupo 1) consumidores de bebidas alcóolidas e tabaco;
Grupo 2) consumidores de álcool e tabaco, que iniciaram o consumo com essas duas drogas lícitas e, depois, passaram a usar maconha;
Grpo 3) aqueles que inicaram com maconha e depois passaram para o álcool e o tabaco.

A pesquisa apontou que 1/4 (28 dos pesqisados) consumidores de drogas leais (álcool e tabaco) e ilegais revelaram uma tendência a consumir por primeiro a marijuana e só depois o álcool-tabaco. E eles não demonstraram nenhuma predisposição a desenvolver uma dependência maior a respeito de substâncias ilegais outras, ou seja, diversas daquelas que se inciaram de maneira tradicional.
IBGF, 11 de dezembro de 2006.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet