São Paulo,  
Busca:   

 

 

Máfias/Dinheiro Sujo

 

PCC: termina a greve branca dos presos, com o governo achando que não houve indisciplina.

Por IBGF/WFM

IBGF,13 junho 2006.



A rede de comunicação do PCC continua a operar com eficiência.

O Estado não consegue interromper a comunição e o envio de mensagens realizadas entre os presos que, na terça-feira 6, iniciaram uma "greve-branca" em solidariedade aos líderes recolhidos em estabelecimentos de segurança máxima e colocados em regime prisional diferenciado.

Na própria terça-feira 6, e em menos de quatro horas, o PCC já contava com a adesão de presos custodiados em 40 presídios de São Paulo.

Como de costume, a Secretaria de Assuntos Pnenitenciários voltou a demonstrar a sua ineficiência e a passar a falsa imagem de que mantém o controle dos estabelecimento prisionais.
Em Nota Oficial, a Secretaria sustentou que não ocorreu indisciplina. Para a Secretaria a recusa dos presos em se apresentarem ao Poder Judiciário, para audiência e sessões de julgamento, não se constituiu em ato de indisciplina.!!!

As autoridades do governo de São Paulo só esqueceram que 97 das audiência judiciais e sessões de julgamento, pela não apresentação dos presos, foram adiadas. Motivo: a indisciplina dos presos.

As testemunhas intimadas para as audiência-- e que perderam dia de trabalho--, voltaram para casa e terão de retornar às varas Criminaisr em razão do adiamento das audiências.

Em síntese, O PCC continua a desmoralizar o Estado e resolveu terminar com a greve quando bem desejou.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet