São Paulo,  
Busca:   

 

 

Máfias/Dinheiro Sujo

 

Box para mafiosos e presos violentos. Na foto, Sonny Liston.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

5 de setembro de 2007.

Sonny Liston, campeão mundial dos pesados (1962-64), aprendeu box no cárcere.


Muitos campeões aprenderam box nos presídios e o étimo vem do inglês, com o significado de bater. Em outras palavras, conheceram novas técnicas de como bater, pois vários presos campeões cumpriam penas em presídios de segurança máxima.

No box, não se pode bater abaixo da linha de cintura. Portanto, o box nunca foi o esporte preferido de muitos políticos, especializados no jogo-sujo do poder.

Dentre os campeões, o nome mais lembrado é o do norte-americano Sonny Liston, campeão inconteste dos pesos-pesados de 1962 a 1964.

Condenado por roubos, Liston apreendeu box no presídio de Jefferson City.

Dentre as mulheres e pela versão WBC, a atual campeã mundial, Samson Siripon, estava atrás das grades na Tailândia quando começou sua carreira de pugilista.

Caminho inverso percorreu Mike Tyson, ou seja, de campeão passou à condição de prisioneiro.

Para os que defendem a chamada “nobre arte”, o puglista apreende a se autocontrolar e treinar box descarrega energia e, portanto, acalma.

A partir de 1992 e para enfrentar a Máfia, o Código Penitenciário italiano começou a ser reformado. Foram construídos sete cárceres de segurança máxima, distantes da região meridional, onde atuam Cosa Nostra, Camorra, ´Ndrangheta e Sacra Corona Unita.

Para os cárceres de regime de segurança máxima foram transferidos potentes mafiosos e os mais sanguinários assassinos destacados pelas organizações de matriz mafiosa para os chamados “homicídios excelentes”.

Pois bem. O diretor do presídio de segurança máxima localizado na cidade de Spoletto (região da Úmbria)—abriga uma sessão para mafiosos e outra para condenados por crimes violentos (estupro, homicídios, latrocínio, etc)--, resolveu introduzir o box no estabelecimento. Ele avisa: não é para combate, mas que apreendam a ter autocontrole.

A Associação Italiana de treinadores de box e incentivadores do esporte, apóia a inciativa do diretor do presídio de Spoleto.

Por motivos óbvios, a associação dos carcereiros e guardas de presídios é contrária e representou ao ministério da Justiça: “muitos riscos, afirma o presidente dessa associação”.

A palavra final está com o ministro da Justiça. Por enquanto, a iniciativa está suspensa.

Mais uma comédia italiana. Do céu, Totó, Alberto Sorti e o magnífico Federico Fellini devem estar a gargalhar. Talvez, um pouco frustrados: tinham muito mais a fazer aqui na terra, com tantas contribuições.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet