São Paulo,  
Busca:   

 

 

Máfias/Dinheiro Sujo

 

MÁFIA. O local de férias de Provenzano, capo da Cosa Nostra.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

21 de agosto de 2007.

praia de San Vito Lo Capo.




Na deslumbrante praia siciliana de San Vito Lo Capo (foto acima), o capomafia Bernardo Provenzano passava férias e tinha três apartamentos de veraneio.

Provenzano ficou foragido da Justiça italiana durante 43 anos, sem tirar os pés da Sicília e ter de se afastar do órgão de governo (“Comissione”) da potente Cosa Nostra.

Ele acabou preso em abril de 2006 e a Guarda de Finanças da Itália conseguiu descobrir os nomes dos “laranjas” usados por Provenzano para adquirir bens imóveis.

Até o momento, a Guarda de Finaças logrou seqüestrar bens avalidos em mais de 1,0 milhão de euros. Dentre eles, estavam os três apartametos no “Residence Capo San Vito”, localizado na paradisíaca praia de San Vito Lo Capo, na Sicília.

Provenzano: 43 anos de fuga, sem sair da Sicília.




Como se percebe, o “capomafia” também gozava períodos de férias e as três polícias italianas só levaram mais de 40 anos para descobrir.

No momento, Provenzano estáem cárcere de segurança máxima e tem problemas de prostata. As audiências judiciais são realizadas por video-conferência, ou seja, sem que sai do cárcere.

Também interrogatórios policiais estão sendo realizados por videoconferência. Wálter Fanganiello Maierovitch, 16 horas.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet