São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Coincidências: o narcoboss El Chapo, o romancista Don Winslown e o ator Sean Penn

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

IBGF, 14 de janeiro de 2016.

Livro: The Cartel de Don Winslown



Gosto de me enfurnar na biblioteca de casa e buscar e a estabelecer conexões e coincidências entre ficções contidas em livros e fatos do cotidiano informados nos jornais.


A propósito, começo, dadas as inúmeras coincidências, com o consagrado escritor norte-americano de romances policiais Don Winslown, o ator ator Sean Penn e do narcoboss El Chapo.


Don Winslown, ---62 anos e ex-investigador de seguradoras americanas que não querem ser enganadas por golpistas---, fechou 2015 com o romance “O Cartel”. Trata-se de romance policial inspirado nos carteis mexicanos que inundam os EUA e a Europa de cocaína, heroína e metanfetaminas.


O “Cartel” é uma sequência do romance “O Poder dos Cães”, onde o narco-personagem Adan Barrera mistura tipos reais como El Chapo, do cartel de Sinaloa, e os irmãos Arellano Félix, do cartel de Tijuana.


Lá pelo final do livro “O Cartel”, o narco-personagem Eddie Ruiz quer financiar e protagonizar um filme, ---algo no estilo Scarface---, e sai em busca de parceiros de empreitada. Ele já tinha até o título do filme: Narco Polo, a vida autêntica de um boss da droga”. E só financiaria se aprovasse os diálogos e o roteiro.


Como se sabe, El Chapo, ---com o filho e delfim Alfredo Guzmàn a colocar a incentivar o vaidoso genitor”----, fez contato com o ator Sean Penn, via a atriz de novelas mexicanas Kate Del Castillo. Isto para rodar um filme sobre a sua vida de big-narco-boss. Parêntese: Kate Del Castillo é atriz conceituada e, numa novela de sucesso, fez papel de chefe de um cartel de drogas ilícitas. Nas mídias sociais, criticou El Chapo e chegou até a receber flores desse narcoboss do cartel de Sinaloa, também chamado de cartel do Pacífico.


El Chapo, foto Corriere della Sera.



No filme, era intenção de El Chapo, ---homem de 1 bilhão de dólares segundo a revista Forbes---, exibir os seus submarinos, aviões, frota de caminhões e barcos. Também e de forma laudatória mostraria como cavar túneis seguros para fugas, consoante técnica apreendida com a engenharia alemã. Sobre a produção cinematográfica, Sean Penn aproveitou o encontro tido com El Chapo, ao vivo e em cores no México, e conseguiu, legitimamente, gravar uma entrevista com o narcoboss do cartel de Sinaloa. A entrevista com El Chapo restou publicada no dia seguinte à sua prisão. Como no livro de Don Winslow, El Chapo queria, em filme ou entrevista, revisar tudo. Isso aconteceu na entrevista dada a Sean Penn. Igual ao que acontece no Vaticano, El Chapo imprimiu o seu “nihil obstat” à entrevista dada a Sean Penn.


WFM.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet