São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Plano B de Demóstenes é voltar ao Ministério Público

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 5 de julho de 2012.
Confiável?




Para tentar manter-se no cargo de senador, Demóstenes Torres aposta as fichas no voto secreto dos seus pares. Será difícil ele escapar à cassação, pois o Senado ficaria totalmente desmoralizado.

No “escurinho do cinema”, entretanto, é possível trair a confiança do eleitor e votar contra a cassação de Demóstenes. Tudo com pouco risco de o apoiador do fâmulo do Cachoeira ser descoberto. Afinal, já saiu de cena a dupla de violadores de painéis de votação: ACM morreu e José Roberto Arruda só pensa em não voltar para a cadeia.

Mas Demóstenes, como súcubo de Cachoeira, tem um Plano B. Afinal, outra jogada preparada para, com o passar tempo, tentar recuperar o papel de Varão de Plutarco, depois de ter sido desnudado para todo o Brasil o seu lado de Tartufo de Molière.

Demóstenes está licenciado do Ministério Público de Goiás. E o seu irmão é o procurador-geral de Justiça, ou seja, o chefe do Ministério Público estadual. Depois de cumprir quarentena, Demóstenes pode voltar ao cargo de procurador de Justiça em Goiás.

A propósito, o referido procurador-geral de Goiás, Benedito Torres, passa por maus momentos, atingido pelo vendaval provocado pela dupla Cachoeira-Demóstenes.

Só para lembrar precedentes. Ibsen Pinheiro, quando presidente da Câmara, foi cassado em 1994 e dado como um dos “Anões do Orçamento”. Voltou ao Ministério Público do Rio Grande do Sul e ficou encostado num gabinete, como se estivesse na Nasa.

Como a cassação tem natureza política, não existe impeditivo para um procurador (Demóstenes) ou um promotor (Ibsen) voltar às funções. Com relação a Demóstenes, a questão é muito mais grave do que a do promotor Ibsen, já aposentado. Deve-se lembrar que Ibsen acabou absolvido no Supremo Tribunal Federal da acusação de sonegação fiscal. Demóstenes está, até o talo, atolado como colaborador do esquema de corrupção montado pela organização criminosa comandada por Carlinhos Cachoeira.

Pano rápido. Espera-se que o Conselho Nacional do Ministério Público e a Procuradoria de Goiás, pela sua Corregedoria, preparem-se para afastar Demóstenes, observado o devido processo legal.


© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet