São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Príncipe que renunciou por amor continua em estado grave

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 20/2/2012


Friso, vida discreta com a família
Para os especialistas, 20 minutos é o tempo limite que uma pessoa consegue permanecer coberta por uma avalanche de neve. O príncipe holandês sem coroa, Johan Friso, ficou 13 minutos debaixo do gelo, quando, com três amigos, desafiou os alertas das autoridades climáticas e aventurou-se pelas montanhas geladas do Tirol austríaco, na localidade de Lech, quase fronteira com a Alemanha. Os amigos saíram ilesos.


Johan Friso, 43 anos, é filho da rainha Beatriz. Ele faz parte da família real, mas não da Casa Real. Isto porque, em 2004, renunciou à sucessão para se casar com Mabel Wisse Smit.


Na época, o casamento representou um grande escândalo diante dos antecedentes de Mabel, ex-noiva do “barão das drogas” Klaas Bruinsma, que morreu assassinado. Mabel manteve, também, um rumoroso romance com Mohammed Sacorbey, ex-ministro da Bósnia e atualmente preso nos EUA por operar fundos ilícitos.


Estatura baixa, Friso, engenheiro nuclear, mantém vida discreta com a esposa e as duas filhas menores. Toda a família real estava, como de costume, no Tirol. Num hotel 5 estrelas em que a rainha Beatriz costuma se hospedar todos os anos.


Friso é visto como homem determinado e de muitas qualidades. Quando o Parlamento negou autorização para ele se casar com Mabel, não teve dúvida em renunciar à sucessão ao trono dos Países Baixos. Na Holanda, sua opção de vida foi vista com respeito. Entre os holandeses é voz corrente que Friso não enganou ninguém, ou melhor, não fez da mulher amada uma amante a ser escondida. Todos, desde a sexta-feira do acidente, oram pela sua recuperação.


Não se sabe se o príncipe Johan, caso se salve, ficará com alguma grave sequela. A meta primeira é salvar-lhe a vida. Que tenham sucesso.



Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet