São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Chefão condecorado pelo Vaticano quer Bíblia Sagrada na sua cela prisional

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 06 de dezembro de 2011.




Giulio Lampada, --44 anos de idade e membro da potente máfia calabresa conhecida por ´NDrangheta--, continua a criar situações embaraçosas para a Santa Fé. Lampada se apresenta como membro, no grau de cavaleiro, da Ordem Pontifícia de São Silvestre, Papa e Mártire. Quanto a isso, Lampada não mente. Seu nome consta da página 953 das Acta Apostolicae Sedis e do Diário Oficial da Santa Sé, volume 12, de 3 de dezembro de 2010. E o seu título, conferido pelo papa, vem assinado, como de costume, pelo Secretário-geral e segundo na hierarquia vaticana, monsenhor Tarcisio Bertone. A Ordine di San Silvestro Papa e Matire, é a quinta em importância.



Acusado de comandar uma associação delinquencial de matriz mafiosa e nela envolver um magistrado e um conselheiro (vereador eleito com 140 mil votos) de Reggio Calábria, Lâmpada pediu ao carcereiro uma Bíblia para as suas reflexões e orações.



Em algumas interceptações telefônicas, Lampada fala do título e das vantagens. Uma delas, segundo destacou, é de ser chamado de excelência.



Numa conversa interceptada pela Justiça, Lampada disse exigir que seja chamado de “excelentíssimo senhor Giulio Lampa”.



Lampada frisou, também, ter feito, “sob medida”, um “fardão”, que deve ser usado em ocasiões especiais por membros da ordem de São Silvestre. Graças ao título de cavaleiro, o excelentíssimo Lâmpada conseguiu batizar um filho no Vaticano.



A secretaria do Vaticano informa que a indicação de Lampada deve ter partido de alguma diocese e para contemplar algum benemérito. E a secretaria avisou não ser um órgão de investigação criminal e, destarte, não pesquisou e desconhecia a longa lista de antecedentes criminais de Giulio Lampa.



Pano Rápido. Lampada fornecia vantagens financeiras ao juiz (incluído bilhetes aéreos e pagamentos de prostitutas levadas ao hotel de hospedagem do magistrado) e ao conselheiro. Ao pedir a Bíblia Sagrada parece ainda manter a religiosidade que o levou a ser contemplado com a Ordem de São Silvestre, antigo papa e mártir da Igreja.

--Wálter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet