São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Pena de Morte. Aumentam as execuções capitais. EUA o único a adotar nas Américas

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 04 de agosto de 2011.




De Nova York. . Nos corredores do palácio de vidro de Nova York, onde está a sede da Organização das Nações Unidas (ONU), circula a notícia do aumento das penas de morte. E dois estados norte-americanos voltaram a matar.



Em 2010 foram consumadas 5.837 execuções, pelo planeta. No ano de 2009, o número de mortes atingiu a 5.741. Em 2008, foram 5.735.



A propósito do “boom”. Vários estados-membros da Organização das Nações Unidas (ONU) recusaram, em 2008 por ocasião de Assembléia especial, a proposta da Alemanha e da Itália de estabelecer uma moratória à imposição de penas capitais.



A proposta consistia na suspensão da pena de morte até que os estados-membros, por convenção da ONU, deliberassem sobre o tema.



Com exceção da Bielorússia, todos os países europeus aceitaram a moratória. Assim, a Bielorússia, sob ditadura, é o único país europeu a impor como sanção criminal a pena de morte.



A grande recusa veio dos países asiáticos. E desde 2008 os países asiáticos, China à frente, são os grandes responsáveis pelo aumento das execuções de condenados criminalmente.



Os EUA também não aderiram à moratória.



Atenção. Na América, os EUA são os únicos a impor e executar a pena de morte.



Mais ainda, dois estados norte-americanos, Washington e Utah, voltaram a adotar a pena de morte como sanção. Em junho de 2010 ocorreu, com base na lei nova, uma execução em Utah. No mês de setembro do mesmo ano de 2010, houve uma execução no estado de Washington.



Para se ter idéia, os EUA executaram 46 pessoas em 2010: Texas (7), Ohio (8), Alabama (5), Oklahoma, Virgínia e Mississipi (3), Geórgia (2), Flórida, Lousiana, Arizona, Utah e Washington (1).



No chamado corredor da morte norte-americano, e em 01 de janeiro de 2011, encontravam-se 3.261 condenados.



A China é o país que mais condena à morte e executa as sentenças: 5.000 chineses foram mortos pelo Estado em 2010.



De todas as execuções pelo planeta em 2010, a China responde por 85% delas.



O segundo país a liderar as estatísticas é o Irã, seguido da Coréia do Norte.



Em 2010, o Irã executou 546 condenados e a Coréia do Norte matou cerca de 60.



No ano anterior, 2009, o Irã havia cumprido 402 execuções capitais. Na Coréia do Norte, em 2009, foram mortos 19 pessoas.



Pano Rápido. Em 2010, penas capitais restaram impostas em 22 países.



No primeiro semestre de 2011, oito países retomaram a prática, pois não tinham registrado execuções em 2010: Autoridade Nacional Palestina (5 execuções), Bielorússia ( 2), Bahrein (1), Somália (9), Taiwan (4), Afeganistão (2), Emirados Árabes (1) e Guiné Equatorial (4).



Não se deve esquecer que muitos dos condenados são executados pelo chamado crime de traição ao Estado, um eufemismo para assassinar dissidentes políticos.



--Wálter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet