São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Murdoch. Risco de descoberta de novos escândalos na Austrália e nos EUA

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 21 de julho de 2011.





O magnata Rupert Murdoch nasceu na Austrália e há mais de 30 anos é cidadão norte-americano.



Na sua terra natal, Murdoch comanda, como gestor-geral da News Corp, cinco empresas do holding: (1) Herald Sun, (2) The Daily Telegraph, (3) The Australian, (4) Fox Studios Australian e (5) Premium Media Grouo.



Para surpresa geral, a premier australiana, Julia Gillard, acaba de declarar que pedirá esclarecimentos ao grupo de Murdoch. Isto para verificar se não se repetiu na Austrália o escândalo britânico, com interceptações ilegais (grampos telefônicas e escutas ambientais) e corrupção de autoridades.



A primeira-ministra pegou pesado: - “ Os nossos cidadãos estão incomodados em face do ocorrido na Grã Bretanha. Assistimos, do outro lado do Oceano, fatos graves, quando pessoas foram indevidamente espionadas e muitas viram outras passar por sofrimentos. Diante disso, somos obrigados a fazer perguntas e formular indagações também no nosso país . Obviamente, a News terá a obrigação de responder às questões que iremos fazer”.



Nos EUA, onde a News Corp atua pesadamente, foi aberta uma investigação preventiva. E nos EUA o grupo de Murdoch explora dois jornais, Wall Stret Journal e New York Post. Fora os noticiários da Fox News e a Fox Tv.



Muitos norte-americanos querem saber, consoante levantamentos feitos nas ruas de Nova York, se foram realizados escutas em telefones pertencentes a familiares de vítimas da tragédia do 11 de setembro. Na verdade, elaboram raciocínio motivado pelo episódio britânico da criança desaparecida em 2002 e que, em face da matéria do The Guardian de 4 de julho passado, inaugurou o chamado escândalo Murdoch.



Para se ter idéia, nos EUA funcionam os principais braços empresariais da News Corp: (1) Fox Tv, (2) Fox News, (3) Wall Street Journal, (4) New York Post, (5) Twentieth Century Fox e (6) HaperCollins.



Pano Rápido. No caso de novos escândalos na Austrália ou nos EUA existe uma certeza, ou seja, Murdoch continuará a dizer que não sabia de nada.

-- Walter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet