São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Caso Domenique Strauss Kahn. O que levou o promotor Cyrus Vance Jr tirar o pé do acelador das acusações

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 02 de julho de 2011.


DSK, volta a ser só sorrisos.



. --1. Como informamos com exclusividade neste espaço Sem Fronteiras de Terra Magazine, o político e financista Domenique Strauss-Kahn (DSK), no dia seguinte à prisão ocorrida em 14 de maio passado, contratou a empresa privada de espionagem Guidepost Solutions.



Na véspera do relaxamento da prisão de DSK ( ontem ocorreu o relaxamento da prisão domiciliar a substituição por liberdade vigiada), o prestigioso jornal The New York Times, depois de conferir a veracidade de fatos levantados pela Guidepost Solutions e realizar outras apurações, soltou matéria a mostrar que a camareira apelidada de Ophélia para a preservação da idadentidade ( a camareira tem o sobrenome Nafissatou) frequentava, com desenvoltura, ambientes de lavadores de dinheiro sujo e de traficantes de drogas proibidas, tendo inclusive telefonado para um deles na prisão a fim de se aconselhar sobre o “caso DSK”.



O que impressionou o promotor Cyrus Vance Jr foi a documentação que recebeu sobre o pedido de asilo político feito nos EUA pela camareira Ophélia ( Nafissatou).



No pedido de asilo e em posterior entrevista voltada a instruir o pedido de asilo político, Ophélia se disse perseguida no país de origem (Guiné Equatorial). Segundo narrou, ass forças repressivas do governo ditatorial da Guiné Equatorial havia-lhe torturado e matado o seu marido. Apurou-se que era tudo mentira e Ophélia admitiu ter mentido.



Nesta semana, o promotor Cyrus Vance Jr (eleito com quase 90% dos votos da população de Nova York) tomou as declarações de Ophélia e constatou mais mentiras. Assim, a credibilidade da camareira restou afetada. Mais ainda, está comprovado que Ophélia, quando postulou asilo, inventou uma história de estupro na Guiné Equatorial. Os agentes da espionagem privada, empresa Guidepost Solutions, demostraram que se tratava de mais uma mentira, com posterior retratação da camareira.



--2. PANO RÁPIDO. O ex-diretor geral do FMI admite ter mantido relações sexuais com a camareira Ophélia. Sobre isso, tem até prova do seu esperma na calcinha de Ophélia. Só que Ophélia sustenta que foi estuprada por DSK. Quem está a mentir ?

-- Walter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet