São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Kadafi usará escudos humanos. Sarkozy recebe ´líderes europeus e da Liga Árabe

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 19 de março de 2011.


Kadafi.




De Roma, exclusivo para Terra Magazine e IBGF.


–1. Além da guerra civil em curso na Líbia existe, no planeta, uma outra. E ela se refere às informações e às contra-informações.



Ghedafi diz que são os terroristas da Al Qaeda a promover ataques nas cidades sob controle dos rebeldes e em Bengasi. Os rebeldes, no entanto, mostram, conforme imagens reveladas pela rede CNN, destroços de aviões (um deles recém-derrubado) e tanques com símbolos das forças oficiais da Líbia.



Ontem, Kadafi, depois de arroubos bélicos, afirmou que respeitaria o cessar fogo. Puro jogo de cena, pois os bombardeios se intensificaram logo depois de difundida a resolução da ONU e a formalização de uma força de coalizão.



A última informação que circula refere-se à ordem de Kadafi para usar escudos humanos. Por exemplo, os caças proibidos de voar pela resolução das Nações Unidas levariam prisioneiros rebeldes, crianças e velhos. Ainda mais, para evitar bombardeios em pistas para decolagens iguais escudos seriam empregados.



–2. No campo político uma outra batalha se desenvolve. É de porte ético pequeno. Da altura do seu protagonista Nicholas Sarkozy, presidente da França. Trata-se de uma busca para ocupar espaço. Uma exposição na mídia voltada a se mostrar como líder internacional e aproveitado o caso líbio.



Sarkozy, neste momento, reúne em Paris chefes de estado e de governo da Europa e líderes da Liga Árabe. Está presente até a chanceler Angela Merkel que determinou que a Alemanha se abstivesse de votar, junto ao Conselho de Segurança, a implantação de uma zona de exclusão aérea. No particular, a Alemanha foi seguida por Brasil, Índia, Rússia e China.



O problema, agora, é saber se, para a efetivação da no-fly zone, as forças de coalizão atuarão só depois de detectada a proibição (caso a ensejar perseguição e abate da aeronave) ou se, de imediato, serão destruídas as pistas e os aviões em terra à disposição de Kadafi.



No particular, Sarkozy ouvirá os líderes da Liga Árabe, em especial aqueles para os quais a França vende aviões. Não se sabe, até agora, o que o ministro Nelson Jobim pensa a respeito, pois, com a presidenta Dilma, ele já percebeu que lhe foi imposto um silêncio obsequioso. Aliás, para o bem do Brasil.



–3. PANO RÁPIDO. Kadafi, que já revelou nenhum respeito aos civis, não deixará de utilizar escudos humanos e, certamente, dirá ter sido a Al Qaeda que os colocou.

–Wálter Fanganiello Maierovitch–


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet