São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Kadafi comanda 25 mil mercenários. Soldados holandeses presos na Líbia. Região petrolífera sob bombardeio

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 3 de março de 2011.


Brega, segundo dia de ataques.




--1. Para Ali Zeidas, porta-voz de uma organização que denuncia violação de direitos humanos na Líbia, o coronel Kadafi tem à sua disposição 25 mil mercenários.



Os mercenários, disse Zeidas, são pagos com a renda do petróleo exportado pela Líbia. Por mês, recebem entre 300 e 2 mil dólares.



Metade desses mercenários estão em Trípoli e os demais foram enviados por Kadafi para o leste. Tudo na tentativa de reconquistar cidades perdidas aos rebeldes como, por exemplo, Brega.



Como informado ontem em post, a cidade petrolífera de Brega foi bombardea por aviões de Kadafi. A meta era atingir os terminais petrolíferos. Na manhã de hoje os bombardeamentos continuaram.



No relatório da Ong que tem Zeidas como porta-voz, a maior parte dos mercenários vieram do Chade (localizado no centro norte da África, faz fronteira com a Líbia).



O encaminhamento dos mercenários é feito por meio do embaixador do Chade na Líbia. E esse embaixador, Daussa Deby, é irmão do presidente Idriss Deby, que está no poder desde dezembro de 1990.



--2. Três soldados holandeses foram detidos e encaminhados a Trípoli pelas milícias de Kadafi. Eles estavam empenhados numa missão humanitária ao norte da Líbia.



A marinha da Holanda confirmou a detenção e destacou que os soldados estavam em um helicóptero e empenhados em ações humanitárias.



O jornal holandês De Telegraaf, na edição de hoje, noticia que os soldados tinham resgatado dois civis holandeses que tentavam deixar a Líbia. Os civis foram encaminhados à embaixada da Holanda em Trípoli e os soldados continuam detidos.

--Wálter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet