São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Droga. Pé de maconha gigante substitui pinheiro de Natal na Alemanha.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 9 de dezembro de 2010.





A polícia alemã acaba de seqüestrar um pé de maconha de dois metros de altura e ricamente decorado com bolas, estrelas, luzes coloridas e folhas pintadas com tinta branca a imitar neve.



Um alemão de 68 anos de idade resolveu trocar o tradicional pinheiro pelo pé de maconha.



O lugar escolhido foi a lateral da sala de estar da sua bela casa, defronte de uma janela.



O piscar das luzes, segundo a polícia, chamou a atenção de transeuntes e vizinhos. Aí, “pintou” a denúncia, por telefonema à polícia.



O pé de maconha de dois metros de altura estava, sem corte da raiz, fincado num vaso de cerâmica com boa profundidade. A borda alta foi revestida com papel contendo estampas do Papai-noel (São Nicolau), o bom velhinho.



A polícia de Coblenza, no oeste da Alemanha, informou sobre a apreensão e o encontro, no dormitório do proprietário da residência, de 150 gramas de maconha picada, para uso lúdico-recreativo.



O dono da casa disse que a árvore estava incompleta, pois ainda não tinha comprado os presentes dos seus convidados da a ceia do Natal, E avisou que os colocaria os presentes ao redor da planta, como manda a tradição.






A apreensão da árvore canábica de Natal foi noticiada hoje nos jornais da Alemanha e despertou o humor dos progressistas, que já espalham piadas.



Esse clima de humor acabou ajudado pela polícia alemã. Ao comunicar o encontro da árvore canábica, não faltou a frase “ All you need is love”, usada pelos hippies para festejar o Natal.



PANO RÁPIDO. Como faltam poucos dias para o Natal, não haverá tempo para a colocação à venda, no mercado da ilegalidade, de decorativos pés de maconha.



No Brasil, a simples posse da erva caracteriza crime, ou seja, não adianta alegar finalidade decorativa.



Mais ainda, na praça não faltam pinheiros, naturais e artificiais.



Pés artificiais de maconha para decoração de Natal podem causar aborrecimentos. Isto porque algum fundamentalista do proibicionismo, em função pública, poderá entender, apesar do ridículo, tratar-se de apologia ao crime, apesar de colocação dentro de casa.



-- Walter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet