São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Escândalo. Bunga-bunga vai derrubar o premier Berlusconi. Rtazinger deve abortá-lo do círculo dos protegidos.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 01 de novembro de 2010.


Ruby, a marroquina que contou sobre o Bunga-bunga



--1. Silvio Berlusconi, primeiro ministro italiano, cavou a própria sepultura, como se diz no Brasil: “mi sono fregato con le mie stesse mani”.



A marroquina Karima El Marough, que hoje completa 18 anos de idade, comparecia às “gandaias” berlusconianas na magnífica “Vila Arcore”, em MIlão.



Apelidada de Ruby, a marroquina Karina e outras garotas de programas, dançavam a africana ' Bunga-bunga'. Faziam um trenzinho sem roupas e os convidados, como vagões ferroviários, engatavam na fila.



A “Bunga-bunga” evoluiu como dança-brincadeira no Quênia, mas, conforme revela um jornalista do La Stampa de Torino, tem origem numa tradição bárbara. O vencido de uma tribo era sodomizado pelos vencedores, que aguardavam em fila e a dançar.



Conforme o jornal italiano La Repubblica, de maior circulação, Berlusconi conheceu a moderna versão do "Bunga-bunga" em festas promovidas pelo ditador líbio Muammar Kadafi e, evidentemente, a adaptou às suas festas. Na Líbia de Kadafi as mulhres dançam enquanto os convidados jantam. Nas festas de Berlusconi, o convidado pode deixar a mesa e sair a imitar uma composição de trem.



--2. No dia 27 de maio passado e por volta das 19 horas, Ruby foi presa em Milão e levada para o departamento policiais (questura).



Uma brasileira residente em Milão havia hospedado a marroquina Ruby, menor de idade, e, posteriormente, a denunciou pelo sumiço de 3,0 mil euros.



Ruby, cujos país se estabeleceram há sete anos numa cidade siciliana próxima a Taormina ( Letojanni), fugiu de casa aos 14 anos de idade. Aos 16 anos ingressou num centro governamental que acolhe jovens órfãos ou em dificuldades. Aos 17 anos começou a freqüentar, por indicação da brasileira, as orgias promovidas pelo premier Berlusconi.



Berlusconi recebeu, -- e ainda não se sabe por quem (a imprensa aponta a brasileira, que estaria preocupada com o risco de Ruby falar sobre as festas, mas interessada em recuperar os 3,0 mil euros via Berlusconi) --, a informação de que a bela Ruby havia sido detida pela polícia.



Com o celular do chefe dos seus agentes de segurança, Berlusconi telefonou para a “questura” (departamento de polícia).



Por telefone, Berlusconi disse que Ruby era sobrinha do presidente Mubarak e este tinha pedido a sua intervenção para a soltura e ele, como premier, queria evitar um escândalo e uma questão diplomática. ATENÇÃO: Ruby é filha de pais marroquinos e nasceu na capital do Marrocos. Hosny Mubarack é o presidente do Egito, desde 1981. Não tem parentes marroquinos.



--3. A lei italiana, no caso de Ruby, determina a internação em Casa de Acolhimento. A procuadora Annamaria Fiorillo, por despacho, determinou a internação, confirmada pelo Tribunal de Menores de Milão, tudo no mesmo dia 27 de maio: existe plantão judiciário, que funciona 24 horas.



Apesar da ordem de internação, Ruby foi liberada e colocada sob a guarda da conselheira comunitária regional Nicole Minetti, uma berlusconiana que foi acionada pelo premier e compareceu à “questura” (departamento de polícia).



--4. PANO RÁPIDO. A polícia informou não haver encontrado vaga nos centros de acolhimento. Já foi desmentida por vários deles, inclusive um bem próximo à “questura”, ou seja, o Istituto Martinitt e Stelline, que funciona desde 1997.



Por favorecimento à prostituição, já estão enquadrados dois fornecedores de escorts girl para as festas do premier Berlusconi. Agora, a questão é sobre a mentira do premier, o uso de prestigio para resolver uma questão pessoal e evitar o cumprimento da lei e da presença de uma menor na festa no “Bunga-bunga”.



O “Bunga-bunga” deverá derrubar o premier Berlusconi e o papa Ratzinger, desta vez, vai ter que abortar o premier do seu arco de protegidos: Berlusconi é apresentado como uma das vigas de sustentação dos valores católicos e cristãos e, com relação a temas como aborto, células tronco, segue as orientações vaticanas e coloca a sua bancada majoritária para se opor e impedir os projetos de lei.

--Wálter Fanganiello Maierovitch--

> Confira no Youtube a satira berlusconiana do 'Bunga-bunga':
http://www.youtube.com/watch?v=jMXTOic3gJ0


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet