São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Troca de Espiões entre EUA e Rússia, como na Guerra Fria.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 12 de julho de 2010.




Milão.

Campo neutro, semelhante ao tempo da Guerra Fria.



Para os jornais europeus de hoje, um verdadeiro flashback.



Muitas da publicações relembraram da troca ocorrida em 1986, quando em curso Guerra Fria. O dissidente soviético Anatoly Shcharansky, de origem hebraica e preso em Moscou, acabou trocado por dois 007 soviéticos, Karl e Hana Koecher, detidos nos EUA pela CIA e dados como agentes da KGB.



Ontem, ao meio dia e na pista do aeroporto de Viena, consumou-se a troca a envolver 14 espiões.



De um lado, dez agentes da espionagem russa. Do outro, quatro norte-americanos da CIA: um deles jura que não é 007.



Os 007 chegaram a Viena em dois aviões, provenientes de Moscou e de Washington. Tratava-se da execução de um acordo secreto de troca de espiões.



O acordo de troca foi possível graças aos avais dos presidentes Barack Obama e Dmitry Medvedev.



Num avião da companhia Vision Airlaines, –sediada em Las Vegas e especializada em transporte de turistas–, chegaram, para a troca, os dez espiões russos, todos eles presos nos EUA há treze dias. Em avião do governo russo, estavam os quatro cidadãos norte-americanos que seriam trocados. Uma troca de 10 x 3.



A troca consumou-se em uma hora. Os aviões permaneceram estacionados lado a lado. Logo após a aterragem e o estacionamento apareceu na pista, transportado em automóvel, um desconhecido. Ele, sozinho, comandou a operação de troca.



Esse árbitro neutro seria, consoante se especula, um diplomata destacado pelo governo da Áustria. Presumido árbitro examinou a documentação de todos os 0007, conferiu a identidade e realizou uma breve interlocução oral, certamente gravada.



À distância e talvez não percebida pelas autoridades, uma câmara de um jornal vienense filmou a troca.



PANO RÁPIDO. Uma nova troca deverá ocorrer em breve. Por pressão do presidente Barack Obama. Não envolve 007, mas um soldado israelense, capturado em 25 de julho de 2006, e membros do Hamas. O soldado é Gilad Shalit, nascido em 25 de agosto de 1986 e sob custódia do Hamas. Os palestinos que serão trocados estão em presídios israelenses e alguns deles já se encontram condenados definitivamente à prisão perpétua.

–Wálter Fanganiello Maierovitch–


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet