São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Oriente Médio. Israel nos enfraquece e coloca em risco vida dos nossos soldados, diz general chefe do Comando Central dos EUA.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 20 de março de 2010.

general David Petraeus.





Foi mais do que uma provocação. Refiro-me à decisão do governo de Israel de autorizar a construção de 1.600 novas habitações em Jerusalém Oriental, área ocupada pelas forças israelenses desde 1967 e em face da chamada Guerra dos Seis Dias..


Com o anúncio, o governo direitista conduzido por Benyamin Netanyahu, --além de provocar para gerar reações--, criou um fato novo, a representar obstáculo à retomada das conversações de paz, suspensas há 15 meses..


O “Quarteto para o Oriente Médio”, formado por EUA, Rússia, ONU e União Européia, reuniu-se ontem em Moscou para pressionar Israel e condenar as suas ações unilaterais a comprometer a solução de paz..


Mas, não foi a censura do “Quarteto para o Oriente Médio”, --que tem até o ex-premier Tony Blair como penduricalho--, que mais chama a atenção, na minha visão.


O general David Petraeus, chefe do USA Central Comand para as operações militares mais perigosas do planeta ( Afeganistão, Paquistão, Iraque, Iêmen e Irã), disse, no Senado norte-americano, que “ posições de Israel enfraquece os EUA”.


Para Petraeus, “Israel fomenta o sentimento anti-americano na região e isto por passar a imagem de ser um estado favorecido pelos EUA”. E no conflito árabe-israelense, para o general, isso cria danos à capacidade dos EUA de avançar questões do seu interesse , no Oriente Médio”..


Quanto aos países árabes moderados, Petraeus os apresenta, também, como prejudicados por enfraquecimento da legitimidade. Com isso, grupos radicais, como a Al Qaeda, tiram partido do ressentimento da população..


Essa análise perfeita, por evidente, não incomoda o ultranacionalista chanceler Avigdor Liberman, que aposta no quanto pior, melhor..


PANO RÁPIDO. Petraeus tocou profundamente alguns senadores democratas ao concluir que "A intransigência de Israel coloca, ulteriormente, em risco a vida dos soldados norte-americanos impenhados na luta contra o terrorismo islâmico". .


Em breve, o general será carimbado como antissionista. É a velha, injusta e canalha fórmula de desqualificar, simulando-se parcialidade.

-- Wálter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet