São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Terror. Bin Laden abraça a causa ecológica, no segundo vídeo de janeiro de 2010

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 31 de janeiro de 2010.

Osama bin Laden.


Pelo que se percebe, Osama Bin Laden luta para estar na mídia toda a semana.



Neste final de semana, a rede televisiva e satelital Al Jazeera, com diferença de poucos dias, divulgou um segundo áudio que atribuiu ao chefe alqaedista.



Como registrei no post de ontem, a difusão de áudios cresce em progressão geométrica.



A respeito, os jornais europeus deste domingo apresentam uma inquietante chave de leitura. Ou seja, a Al Qaeda central transformou-se num grupo terrorista que usa a mídia e pode surpreender a qualquer momento.



No novo áudio de fechamento de janeiro, Osama veste o traje de ambientalista e, para encerrar a mensagem, toca em questões política e econômica.



O aquecimento global da Terra e do ambiente, afirma Osama, é culpa dos Estados Unidos. E avisa: - “Falar de mudanças climáticas não é um luxo, mas uma questão atual”.



Sem apresentar sugestão sobre o que deve ser feito para combater o efeito estufa, Osama, no áudio, enveredou para a política e a economia e citou, mais uma vez, o linguista norte-americano Noam Chomsky: - “Ele tinha razão quando comparou a política norte-americana àquela praticada pela máfia”.



Segundo Osama, “há necessidade de o mundo evitar o uso do dólar e tentar desvincular-se dessa moeda o mais rápido possível”.



PANO RÁPIDO. Os jornais europeus, salvo melhor juízo, não acertam na conclusão de Osama estar intensificando a difusão de áudios como tática para disfarçar um iminente e grande ataque.



Como comentei ontem (confora post abaixo), a Al Qaeda central está falida e sem poder de mando sobre as afiliadas organizações terroristas.



O primeiro áudio de 2010, divulgado há poucos dias e sobre o frustrado ataque tentado por um jovem e despreparado nigeriano, em vôo Amsterdã-Detroit, mostra que Osama terá dificuldade, como ratificou depois da eleição de Barack Obama, de colocar a América de joelhos.

--Wálter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet