São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Tony Blair será o presidente da União Européia.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

Bruxelas, 11 de novembro de 2009.
Tony Blair, 56 anos.


Diretamente de Bruxelas

A manhã desta quarta-feira estava fria. Mas, a medir pela agitação, era difícil ver alguém, ligado ao europarlamento ou à burocracia da da União Européia, que não estivesse a falar no celular pelas ruas, sem se abrigar num bar-café, com calefação. Ninguém queria ser ouvido, mas, pela agitação, esqueciam de falar baixo.


Assunto principal: Tony Blai, 56 anos, vai ganhar a eleição para a presidência do Conselho, recém instituído pelo Tratado de Lisboa. Isto apesar de o governo poloneses querer colocar areia.


Assunto decorrente: o segundo cargo em importância na União Européia, o de Alto Representante para as Relações Inernacionais e a Segurança Pública, não tem candidato imbatível e Massimo D´Alema está em dificuldade para emblacar.


O ex-premier italiano, e antigo ministro prodiano (Romano Prodi) das relações internacionais, Massimo D´Alema, ex-comunista, conta até com o apoio do direitista Silvio Berlusconi: é incrível, mas o que não se faz em nome da “real política”. D´Alema, do partido democrático italiano (PD), faz oposição cerrada e justa ao governo Berlusconi.


Mas, D´Alema, para os isralenses (não integram a EU, mas a questão do Oriente Médio pesa nesse âmbito), é considerado antissionista.


Como um cantissionista na condição de responsável pelas relações internacionais ?


Parêntese: D´Alema não é um antissionista. Apenas não concordou com os massacres promovidos por Israel na Palestina e os considerou violadores de direitos humanos e a aracterizar crimes de guerra. No particular, teve a mesma posição deste blog. Mais ainda, D´Alema é um homem que tem posições claras e não faz o farsante, como muitos outros políticos.


As eleições para a presidência da União Européia e para a Alta Representação ocorrerão em dezembro deste ano de 2009.


Hoje, aqui em Bruxelas, só se fala na manifestação do premier britânico Gordon Brown : - “A Gran Bretanha tem um só candidato para os dois cargos em cogitação no momento. O nome é Tony Blair e a sua candidatura é à presidência da União Européia”.


Com esse pronunciamento, Brown sepulta a candidatura do britânico David Miliband para a Alta Representação. E tira um da frente de D´Alemema.


Quanto à areia proveniente da Polônia, trata-se de uma proposta para abertura de um grande debate público entre candidatos e da obrigação de apresentarem um programa para análise dos chefes de Estado e de governo.


PANO RÁPIDO. Só vai levar a presidência, e também o segundo cargo em importância e referente às relações exteriores e à defesa interna, quem tiver 55% dos votos colhidos entre os estados-membros, tudo de acordo com uma representação de 65% da população européia.

Wálter Fanganiello Maierovitch.


Assuntos Relacionados
Agora | Máfias/Dinheiro Sujo | Drogas Ilícitas | Terror//Insurgência | Espiões/D.Humanos | Entrevistas | Colaborador- Carta Aberta. | Cultura | Imagens e Áudios | Eventos | Memória | Quem Somos | Contato | Textos dos Internautas
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet